Há intolerância de todas as espécies. O que aconteceu com as pessoas? Elas só respeitam quem tem a mesma opinião? Será que só vale amar quem concorda com elas em tudo?

Quem é diferente ou tem outra opinião não conta? Essa pessoa não merece ser respeitada?

Em que mundo estamos vivendo?

O mundo continua se expandindo em tudo. Tudo acontece em um ritmo frenético. E onde está o ser humano no meio disso tudo? Está retrocedendo?!

É difícil de acreditar que é tão complicado para alguém respeitar a opinião do outro. Perceba que eu disse respeitar, mesmo que não concorde com ela.

Se queremos paz, precisamos começar do início e deixar o outro ter a opinião que quiser.  Até porque, quem disse que a sua opinião sobre qualquer coisa é a melhor, que ela é mais correta que outras?

Vamos refletir, minha gente!

Não existe como negar o valor importantíssimo que cada um de nós tem na vida, no mundo.

Sua opinião é importante, mas a do “outro” também é.

Ainda tem um detalhe, como seres humanos, nossas opiniões podem ser equivocadas.

Reflita. Tenha cuidado e sigamos cultivando o bom senso para nos livrarmos de grandes gafes.

Ninguém detém todo o saber.  No mundo as diferenças, os pontos de vista diferentes contribuem para que possamos refletir, avaliar, entender outra forma de avaliar um assunto. Não é para que vire uma arena, se alguém pensa diferente, é de outro time, tem uma outra opinião sobre a vida, sobre política, sobre religião.

Existe o nosso direito de entendimento sobre um assunto, e existe o direito do outro, dos outros.

Sejamos justos. Afinal, ninguém é obrigado a pensar como você, e também não é obrigado a pensar como os outros.

Sejamos livres para pensarmos, sermos, como consideramos melhor, entendermos com nossa mente, da forma como acreditamos ser a melhor, e fornecermos aos nossos colegas a mesma forma de liberdade.

Compreensão, tolerância, direitos iguais.

Por um mundo com mais harmonia, mais entendimento, com mais amor em cada coração e que permita que compreendamos que cada um possui o direito a pensar, sentir, da forma que considerar melhor. E ninguém precisa discutir por isso.

Não precisamos concordar, e sim, deixarmos o outro ser como ele entende ser o melhor para a sua vida.. Cada um sabe a melhor forma de ser feliz.

Busque a sua melhor forma de viver e ser feliz, e deixe o outro livre para buscar a dele.

Tudo isso é óbvio, mas parece que não é.

Foto de Caleb Frith em Unsplash

COMPARTILHAR

LIVRO NOVO




Patricia Tavares
Sou Psicóloga e Reikiana nível 2, trabalho há 20 anos em consultório com psicoterapia, hipnose clínica. Já trabalhei em hospital, núcleo de violência da mulher. Acredito na vida, no amor, nos bons sentimentos, no perdão, na beleza da alma, na superação, no ressignificar, na humanidade. Adoro escrever e falar sobre sentimentos, superações, motivar pessoas, conseguir promover o melhor, despertar o que possa ser maravilhoso em cada um de nós e libertar pessoas de suas prisões emocionais, com uma nova e especial forma de viver, independente dos acontecimentos da vida.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here