Ainda é bom pensar que a empatia e o amor ao próximo são as formas mais eficazes de impedir que certas tragédias aconteçam, e esse professor é a prova disso!

O treinador Keanon Lowe, conseguiu desarmou o estudante Angel Granados-Diaz, de 18 anos e depois deu um abraço no jovem.

A incrível situação de coragem e empatia foi gravada pelas câmeras de segurança da própria escola.

“O Universo funciona de maneiras surpreendentes. Tenho sorte e estou feliz por estar naquela sala, por aquelas crianças e poder evitar essa tragédia”, afirmou o professor em entrevista para emissora NBC.

Essa quase tragédia aconteceu no primeiro semestre deste ano, mas o vídeo o vídeo caiu em domínio público.

O aluno é visto entrando no prédio de artes plásticas da escola Parkrose, em Portland, com uma espingarda levada sob a jaqueta.

O professor conseguiu desarar Angel em tempo de acontecer uma tragédia.

Depois de entregar a espingarda para outro professor, Lowe abraça o aluno.

“Eu só queria que ele soubesse que eu estava lá. Eu disse a ele que estava lá para salvá-lo. Eu estava lá por uma razão e que essa é uma vida que vale a pena ser vivida”, lembrou o professor sobre o que disse para Angel.

Autoridades disseram que o aluno estava atravessando uma crise de saúde mental quando decidiu levar a arma para o colégio.

Com informações da NBC e Metrópoles

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

1 COMENTÁRIO

  1. A gente pensa, erroneamente, que anjos estão no Céu, tocando harpa, mas alguns estão entre nós para fazer exatamente o que fez esse professor, tão divinamente intuído quanto protegido e blindado contra o mal para vence-lo. A pureza d’alma possui esse poder transcendente de transformar monstros em crianças chorosas, com um simples olhar e revestir de coragem o ser humano frágil, embora sendo anjo, para que ele seja mais forte e demonstre tamanho poder, que o mal se dobre, inconsistente, derrotado e cego por bendita luz. Ninguém sabe se terá a mesma chance de viver atitudes como esta, corajosas e arriscadas de impedir tragédias contra inocentes, causadas, algumas vezes por doentes mentais, tão carentes e pobres, que apenas um abraço é capaz de faze-los acordar do pesadelo em que moravam a fim de, psicologicamente tratados, reconduzidos à razão. Quem sabe, um dia estejamos em situação análoga a deste professor e, desprezando a prudência, sejamos revestidos dessa luz invisível que encoraja, estimula, resguarda e revigora quem se propõe salvar vidas em risco, sem precisar ferir o agressor, salvando-o, de si mesmo, também.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here