As linhas de Nazca, no Peru, são um conjunto de geoglifos antigos e denominadas Patrimônio Mundial pela UNESCO desde 1994. Recentemente, novas linhas foram encontradas no deserto e além das imagens impressionantes, as linhas datam mais de 2.000 anos.

Mas não é só isso. Os arqueólogos que encontraram as linhas, suspeitam que elas tenham sido feitas antes mesmo dos Nazcas existirem.

Os arqueólogos peruanos, com o apoio de drones e satélites, descobriram mais de 50 novos exemplos desses misteriosos monumentos desérticos na província de Palpa. As novas linhas gravadas na superfície da Terra são tão finas que o olho humano não é capaz de distingui-las.

Algumas dessas novas linhas pertencem à cultura de Nazca, que prevaleceu na área entre 200 e 700 d.C. No entanto, os arqueólogos suspeitam que culturas anteriores são responsáveis pelas algumas das linhas.

O arqueólogo peruano Luis Jaime Castillo Butters, descobridor dos novos geoglifos comentou: “A maioria das figuras são guerreiros. Eles eram visíveis à distância, é por isso que as pessoas os viram, mas foram completamente apagados ao longo do tempo.”

Até agora, os arqueólogos estudaram as linhas através dos satélites, com centenas de quilômetros de altura. Agora, graças aos avanços tecnológicos, os pesquisadores puderam usar drones nas pesquisas, cuja vantagem é que eles voam muito mais perto, revelando uma visão mais precisa e detalhada.

As novas linhas fornecem informações cruciais sobre a cultura Paraca, bem como a misteriosa cultura Topará. Séculos antes das linhas de Nazca serem traçadas, a população da região já experimentava enormes geoglifos.

“Isso significa que é uma tradição de mais de mil anos que precede os famosos geoglifos da cultura de Nazca, o que abre as portas para novas hipóteses sobre sua função e seu significado”, declarou o ministro da Cultura e arqueólogo peruano Johny Isla, diretor de restauração e proteção das linhas de Nazca.

Embora ainda não haja certeza sobre o porquê ou o que essas linhas significam, existem hipóteses que mencionam que elas foram usadas para funções cerimoniais. Sua existência permanece um mistério para historiadores e descobertas como essa podem fornecer novos fatos sobre essas interessantes linhas.

Texto traduzido e adaptado com base nas informações do portal Nation

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here