Estar cercado por pessoas que reclamam o tempo todo pode nos enfraquecer e nos sugar a energia, e pode degradar o moral e nos prejudicar, mesmo quando o problema não tem nada a ver conosco.

A vida atual é exigente em qualquer área. É por isso que quase todo mundo acaba reclamando do que tem que enfrentar. Embora seja uma reação humana e natural que nos permite liberar a tensão em situações mais ou menos complicadas ou dolorosas, é também um sentimento que atrai energia negativa.

Não é ruim ter empatia e compaixão quando pessoas próximas a nós estão passando por uma situação ruim, no entanto, ouvir aqueles que reclamam de tudo é mais prejudicial do que pensamos.

O mais perturbador é que sua atitude se torna tão tóxica e manipuladora que nos faz pensar que somos insensíveis ou egoístas porque não queremos ouvir suas queixas. É por isso que é importante saber identificá-los, entender e conhecer os efeitos de sua negatividade em nossas vidas e como reagir para enfrentá-los.

O perfil das pessoas que reclamam

Essas pessoas vivem rejeitando a vida que têm, sempre querem se posicionar ou serem vítimas, constantemente reclamam de nada e, mais importante, nunca fazem nada para mudar o que as atormenta tanto.

Mesmo que a princípio pareça perfeitamente normal, com o passar do tempo, percebemos que a queixa é mais rotineira, já que faz parte do estilo de vida das pessoas em questão.

Torna-se um ato deliberado ou inconsciente de manipulação, com o qual a pessoa que reclama tenta causar culpa, solidariedade ou compaixão no ouvinte, quase o tempo todo, para não ter de assumir suas próprias responsabilidades.

Então, de repente, sentimos que somos obrigados a ajudá-lo a resolver seus problemas ou, pelo menos, a apoiá-los.

Como uma pessoa que reclama de tudo drena nossa energia

O comportamento das pessoas que se queixam de tudo é tão negativo que, de repente, você começa a se sentir mais exausto do que o normal. Mesmo que você tenha a capacidade de ajudar ou aconselhar esses tipos de pessoas, ficar exposto ao modo como você está exige muita energia.

E mesmo que não seja fácil perceber, nossa mente passa por mudanças devido às emoções que são impulsionadas pela condição do outro.

Sentimentos como culpa, frustração e tristeza alteram os processos que liberam hormônios em nosso sistema cognitivo e aumentam o risco de ter:

. Desequilíbrios emocionais
. Dificuldades para resolver os próprios problemas.
. A diminuição na concentração.
. Pensamentos negativos.

O que pode ser feito para lidar com o comportamento de uma pessoa que reclama?

Na vida, nem tudo acontece como gostaríamos, e muitas vezes enfrentamos desafios que não queremos e não esperamos.

No entanto, não faz sentido ficar trancado em frustração e amargura já que esses são comportamentos que nos impedem de avançar. A energia que usamos para reclamar é o que precisamos para superar essas situações que parecem barreiras.

Por isso, além de evitar fazer parte do entourage dessas pessoas, é importante entender que ninguém é obrigado a ouvir ou aconselhar quem reclama. Não podemos querer resolver os problemas da vida de outras pessoas quando precisamos de energia para resolver as nossas.

1. Tome sua distância

Se possível, fique longe dessas pessoas, pois elas tentarão manipular seu comportamento.

Quanto menos você prestar atenção a eles, mais cedo eles entenderão que você não quer colocar sua energia em ouvir suas palavras e pensamentos negativos.

2. Esclareça para essas pessoas que são problemas delas

Mesmo que você dedique um tempo para ouvir suas queixas, diga-lhes que os problemas originam de seus pensamentos. Faça o possível para manter a situação o menos possível e aconselhe essa pessoa a tomar medidas para resolver seus problemas por conta própria.

3. Não mostre empatia em demasia

Como essas pessoas têm a capacidade de manipular seu comportamento, é importante ter um escudo para não mostrar que alguém está disposto a ajudá-las a todo custo diante de todos os problemas possíveis.

Se a empatia às vezes é inevitável, é essencial controlar a situação para não sentir a necessidade urgente de ajudar quando o problema não nos diz respeito.

4. Definir limites saudáveis

Você tem o direito de pedir que ele não compartilhe suas queixas e tragédias com você. Se você está cansado de ouvir pensamentos negativos o tempo todo, diga a essa pessoa que você não gosta deles e que você preferiria não ser o ombro em que ela costuma chorar.

Você tem um membro da família ou amigo que reclama o dia todo? É hora de marcar seus limites para evitar que sua maneira de proceder afete você, pois a negatividade se torna tóxica e pode afetar sua saúde mental e física. Evite entrar em seu ciclo porque haverá um momento em que você começará a sentir o impacto de sua negatividade em sua própria vida.

Artigo adaptado e editado do portal Menteasombrosa
Imagem de capa: Pexels

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here