Eu queria que tudo que você dissesse fosse verdade, eu gostaria de não precisar de suas ações para confirmar o vazio de suas palavras… Eu queria e uma vez que você prestasse atenção, você iria me preencher de confiança e me transbordar de admiração…

Quantas vezes quisemos coletar com palavras o que fizemos impulsionado pelas emoções?… Quantas vezes nos recusamos a receber palavras que corrigem fatos quando nos ferem?…

Muitos dizem que as palavras são sopradas pelo vento e outras que as palavras doem mais do que golpes. O caso é que o melhor apoio de uma pessoa são suas ações.

Você pode dizer mil coisas, mas mesmo assim, se elas não forem acompanhadas de ações que não tenham validade, elas simplesmente deixarão o sabor do desapontamento novamente e o cansaço de ter ouvido a mesma história tantas vezes.

E assim, como isso se aplica a si mesmo, como também aplicar aos outros, devo dizer que você pode preencher qualquer espaço, qualquer segundo com palavras, mas suas ações vão falar por você, não importa o que você diga para me convencer – a satisfação de uma ação deve ser consistente com seus desejos.

As ações criam confiança, veracidade, respeito e admiração. Enquanto as palavras, as palavras só deixam a expectativa de ser cumprida e a incerteza de ter alguma ou nenhuma credibilidade.

A decência nos ensina a nos comunicar com as palavras, mas são ações que consolidam o caminho, preenchem a vida e forjam relacionamentos, daí o melhor método de ensino é o exemplo.

Tente não preencher sua vida com vazios, palavras e intenções. As ações são o seu melhor apoio, o melhor e mais sábio silêncio, e só ações precisas são capazes de convencer um coração decepcionado.

Eu não vivo cheio de suas palavras, prefiro viver ausente delas e admirado por suas ações, que estas últimas que melhoram sua vida não precisem sobrecarregar com palavras aqueles que sentem os fatos…

Texto extraído e traduzido do portal Rincón del Tibet
Imagem de capa: Pexels

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here