Os pais de hoje têm muitas responsabilidades e, por sua vez, as escolas tornam-se cada vez mais exigentes nos níveis primários para garantir crianças competitivas, de acordo com os critérios gerais da educação global.

Passamos a acreditar que uma criança que tem tarefas maiores e atividades extracurriculares conseguirá vencer os desafios que surgem em seu caminho. Deixando de lado o tempo que uma criança precisa para conhecer seus verdadeiros talentos, suas verdadeiras paixões, que estão longe daquelas impostas pelas atividades escolares.

Então, a combinação de todas as atividades da criança, mais todas as atividades dos pais, limita o tempo compartilhado de maneira livre e espontânea, aqueles momentos em que uma conexão especial é alcançada, a confiança e as ligações entre jovens e idosos são fortalecidas.

Temos que organizar nossas atividades de modo a não deixar de fora a coisa mais importante que é baseada em ações que demonstram nosso amor por nossos filhos, porque embora possamos fazer muitas coisas focadas no bem-estar de nossos filhos, mesmo quando toda a nossa vida gira em torno deles, não necessariamente, estarão capturando os sacrifícios e os objetivos de cada uma de nossas ações.

Em vez de encher uma criança de atividades extracurriculares, procure maneiras de atender às nossas crianças e tentar orientá-las para seus próprios fins, que não coincidem necessariamente com o que queremos para eles como pais.

Respeitar o seu espaço, seu tempo, aprendemos a criar-lhes disciplina sem violar os seus gostos, sem impor. Há muitas maneiras de ganhar o respeito de nossos filhos e se tivermos de recorrer a abuso de autoridade, controle e autoritarismo, estaremos fazendo uso de recursos que irá gerar menos benefícios para sua vida. Nós devemos ser cuidadores de seus sonhos, de seus sorrisos, de sua segurança, e não deixá-los ver que ninguém em uma posição vantajosa tem o direito de controlá-los.

Definitivamente, podemos encher nossos filhos com coisas materiais, cursos, esportes e medalhas, mas se não os enchermos de amor e dedicarmos tempo de qualidade, então estaremos nos perguntando, o que falhamos?

Por Sara Espejo – Rincón del Tibet, texto extraído e adaptado

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO




A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here