Pode ser muito difícil abrir os olhos, especialmente quando sentimentos e emoções estão envolvidos, mas acontece que as coisas nem sempre são como queremos ou como esperamos e muitas vezes, investimos muita energia em pessoas que não nos dedicam um tempo mínimo que seja.

Podemos pensar que o ideal é dar e receber, a reciprocidade é um princípio de paz que une corações, mas infelizmente, em muitos casos isso não acontece, e desejamos ardentemente obter dessa pessoa o que queremos, sermos reconhecidos, apreciados e juramos que mais cedo ou mais tarde elas perceberão o quanto precisam de nós e talvez, naquele momento, toda a nossa energia investida valerá a pena.

Lembre-se, em princípio, de que tudo passa pela peneira da razão, que a autoestima e a valorização que damos a nós mesmos é um espelho reflexivo de tudo que nos rodeia, e se não formos capazes de apreciar essa energia, quase ninguém desviará o seu olhar para nos dar um tempo de qualidade e não um mero compromisso.

Amor, dedicação e espaço, não podem ser implorados. Eles devem fluir e emanar naturalmente, deve ser sincero, maravilhoso como sua essência. Quando a obrigação o transforma em desprazer, então o verdadeiro sentido se perde.

Muitas vezes, aceitamos circunstâncias, situações, desconfortos e abusos, simplesmente para manter a esperança, insistimos, até nos tornamos inconvenientes, talvez tentando mudar as coisas e não percebemos que não podemos forçar ninguém, que cada um decide virtuosamente o que fazer com seu tempo, e se não fizermos parte de seus planos, não faz sentido gastar energia nisso.

Sempre pense que as oportunidades acontecem, que podemos nos encontrar no sentido errado e não conseguimos enxergá-lo, mas vale a pena refletir sobre quem realmente gosta de nossa companhia, sobre quem nos dedica um tempo de qualidade em relação àqueles que sempre têm alguma prioridade antes de nós.

É a sua energia, é a sua hora, é a sua decisão, é apenas uma questão, se você realmente valoriza ​​ou desperdiça o seu tempo com alguém que nunca teve espaço para você em sua vida … e se você sente aquela dor que te distrai e que não te move, talvez haja algo que deva rever nesse relacionamento.

Tradução do site Rincón del Tibet
Imagem de capa: Pexels

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO




A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here