Podemos nos cercar de muitos tipos de pessoas, mas algumas delas roubam mais energia de nós e geralmente são aquelas que não se sentem cheias de autoconfiança, que são sobrecarregadas com complexos, que não suportam ver a luz brilhando em quem as rodeiam.

A inveja é, sem dúvida, um dos sentimentos mais limitantes para quem sente e que pode afetar negativamente quem a recebe.

Em qualquer caso, devemos proceder a partir do fato de que todos nós temos diferentes talentos, qualidades que nos destacam mais ou menos do que outros, os físicos chamam muita atenção, personalidades reservadas ou aqueles que conseguem roubar o show, em todas elas temos que nutrir nos nossos corações a aceitação, a empatia, a admiração e a humildade, evitando a inveja e tentando não fazer as coisas com o propósito que as pessoas à nossa volta sintam-se ofuscadas.

Normalmente, o invejoso não precisa de alguém para fazer as coisas intencionalmente, apenas do brilho para se sentir ameaçado, pois falha em aceitar ou reconhecer os talentos dos outros, sendo sempre muito crítico. O mais triste é que as críticas mais severas que recebem são de si. Onde eles questionam o quão longe eles vieram, o que eles conseguiram, onde eles acusam as circunstâncias, os relacionamentos, o tempo, onde eles aplicam qualquer limitação mental que justifique não alcançar o que os outros conseguiram e ele inveja.

Você deve aprender a ver os olhos bonitos no rosto de outra pessoa, você deve ser capaz de apreciar a realização dos outros. Devemos sempre ser capazes de pegar modelos inspiradores, mas não como focos de nossa inveja, porque isso não nos faz bem, nos dá um tapa na testa com a incapacidade que sentimos de conseguir o que queremos.

Os invejosos são a ordem do dia, muitas vezes nem seus rostos conseguem disfarçar o que acontece com aqueles que o cercam e às vezes sua satisfação fica evidente quando as coisas dos outros são iguais ou piores que as suas ou pelo menos não tão boas quanto antes.

Se você detectar a inveja ao seu redor, tente ser mais cuidadoso ao falar sobre suas coisas, porque certamente a energia negativa afeta e as ações contra você podem se manifestar. Tente cercar-se de pessoas que sinceramente aplaudem nas suas pequenas ou grandes conquistas, que não se sentem pouco atraentes quando você está no seu melhor, que podem reconhecer seus esforços sem tirar seus méritos … Tente cercar-se de pessoas que são iluminadas pelo seu brilho e não que se sentem ofuscadas.

Por: Sara Espejo – Rincón del Tibet

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here