Thich Nhat Hanh é um mestre zen que refletiu profundamente sobre o amor. Sua obra mais conhecida é o amor verdadeiro. Uma prática para despertar o coração (Amor verdadeiro: uma prática para despertar o coração). Este livro contém ensinamentos valiosos e também inclui quatro mantras de amor indispensáveis ​​para fortalecer os diferentes relacionamentos afetivos.

Para Thich Nhat Hanh, o amor deve ser uma fonte de felicidade e não de sofrimento. No entanto, é um sentimento que exige compromissos e promove a evolução pessoal através deles. Os mantras de amor são uma maneira de lembrar os convênios básicos de todo relacionamento.

“O amor verdadeiro é feito de compreensão.” -Thich Nhat Hanh-

Embora mantras de amor sejam particularmente aplicáveis ​​ao casal, eles também têm impacto em qualquer tipo de relacionamento afetivo. Eles apontam para a essência do sentimento de amor, no qual os envolvidos se apoiam e se aceitam. Estes são os quatro mantras que Thich Nhat Hanh propõe.

1. Eu sei que você está aqui e isso me deixa muito feliz

O primeiro presente que pode ser dado a alguém que amamos é reconhecer sua existência e sua presença. É por isso que o primeiro dos mantras de amor fala de reconhecimento. É expresso em duas declarações. O primeiro: “Eu sei que você está aqui”. Implica dar a entender ao outro que estamos atentos a sua existência.

A segunda declaração afirma: “E isso me deixa muito feliz”. Portanto, não basta focar apenas no outro, mas deve ser acompanhado de um sentimento de aprovação, de satisfação. É uma maneira de nos lembrar e lembrar o outro da importância de sua presença.

Mestre Thich Nhat Hanh recomenda lembrar este mantra todos os dias, pelo menos duas vezes. Uma vez por nós mesmos, sem dizer isso. E novamente dizendo aquela pessoa especial que queremos em nossa vida, porque nos faz felizes.

2. Eu estou aqui para você, um dos mantras de amor essenciais

O segundo dos mantras de amor é o complemento do anterior. Significa, basicamente, fazer presença na vida do outro. Se você está atento aos sentimentos e necessidades de outra pessoa, é importante deixá-los saber através de palavras ou atitudes.

Há muitas maneiras de dizer “estou aqui para você”. Cada gesto e cada ação que significa apoio e respeito é uma maneira de expressá-lo. Isso implica que conhecemos o outro o suficiente para detectar os momentos em que ele precisa da nossa presença.

Também implica corresponder aos seus gestos e palavras. Valor o que nos dá. Da mesma forma, é sempre bom dizer isso com palavras no momento certo. Se alguém amado disser “Estou aqui”, muitas preocupações e encargos acabam sendo aliviados.

3. Eu sei que você está sofrendo e você pode contar comigo

Na linguagem do amor, é muito importante que o outro saiba que não estamos ao seu lado apenas quando tudo está indo bem. Também é necessário que desenvolvamos sensibilidade suficiente para detectar o sofrimento naquele que amamos.

Somente quando outra pessoa percebe que estamos sofrendo, isso contribui muito para nós. O reconhecimento desse desconforto é uma maneira de validar o que sentimos e expressar respeito por ele. Portanto, é uma maneira de reafirmar o ser do outro.

Ninguém tem a obrigação de assumir responsabilidade pelo sofrimento do outro, mas pode proporcionar a sua compreensão, escuta e uma palavra de encorajamento. Nem sempre é fácil entender as razões que o outro tem que sofrer, mas estar lá e não questionar, basta.

4. Estou sofrendo e preciso de ajuda

Mestre Thich Nhat Hanh aponta que este é o mais difícil de todos os mantras de amor. Isso significa superar o orgulho e o medo. Significa também não nos deixarmos levar por uma falsa autonomia e poder confiar no outro quando precisamos dele.

Não importa o quanto alguém nos conheça, nem sempre perceberão que estamos sofrendo. Nem é possível que ele sempre consiga saber a magnitude desse sofrimento. Expressar isso é uma maneira de facilitar a compreensão e a compreensão. Este mantra anuncia que estamos em uma situação particular e precisamos do apoio do outro.

Neste caso, é melhor expressá-lo com palavras, caso contrário, pode ser emprestado a mal-entendidos. Muito melhor se a pessoa puder expressar como o outro pode ajudar. Desta forma, o desconforto ou a razão para o sofrimento é limitado e, assim, impede que o vínculo de amor se espalhe e contamine.

Tradução do portal la mente es maravillosa

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here