Se há algo que nunca acaba bem na vida, isso é infidelidade. Comprometer-se a ser exclusivo com um parceiro é algo que as pessoas da maior parte do mundo valorizam muito, ao ponto de descobrir que seu parceiro estava com outro ou outro, é razão suficiente para encerrar um namoro ou mesmo um casamento.

Mesmo que o senso comum (neste caso, filmes e entretenimento) indique que os homens tendem a ser os que traem seu parceiro, isso não é verdade. No entanto, pelo menos do lado dos homens, haveria uma explicação:

Homens infiéis não são inteligentes e têm baixo QI.

Isso é indicado por um especialista no campo, Satoshi Kanazawa, que dedicou toda a sua vida à psicologia evolucionária. Em um artigo publicado no Social Psychology Quarterly, Kanazawa fez uma cruz de dados estatísticos junto com lógicas evolucionárias, para indicar que a infidelidade joga contra muitos costumes que as pessoas vem desenvolvendo ao longo do tempo.

Para Kanazawa, a monogamia foi desenvolvida por pessoas enquanto o ser humano se instalou, deixando de lado o nomadismo. É por isso que assumir o compromisso de fidelidade e exclusividade para um único casal, é em todos uma “novidade evolutiva”: os homens tendem a ser polígamos de sempre, então desistir disso seria um sinal claro de uma mente mais moderna.

Pixabay
Pixabay

Fonte indicada: UPSOCL
Imagem de capa: Pexels

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

1 COMENTÁRIO

  1. Homens que traem não são confiáveis também para ser amigos, porque os podem trair se pintar uma chance. Não merecem guardar um pacote onde se lê: “não abra” nem ouvir um segredo ou serem confidentes de pecados ou crimes. Homens que traem são homens que enganam o sócio para ter mais lucro do que ele, não se pode acreditar quando “falam a verdade” porque pode não ser. Quem trai, engana outra pessoa que pode ser o parceiro, o amigo, o sócio, o pai, seu próprio filho e até mesmo a si mesmo se trai, quando não é fiel a si mesmo, ao que acredita e ao que respeita. Difícil é até mesmo Deus ouvir sua prece, sem por sua sinceridade em xeque, ainda que reze chorando de joelhos, mesmo assim.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here