A Holanda está dando um passo em direção ao futuro, e desta vez o fez com um grande projeto ambicioso e inovador que permitirá que os holandeses aproveitem mais eletricidade em suas casas sem causar danos ao planeta Terra. Não é a primeira vez que uma usina solar é construída sobre a água, como a China e o Reino Unido fizeram antes em lagos, mas no mar isso nunca havia sido feito antes.

“Zon-op-Zee” ou “Sun in the Sea” para a sua tradução, é o nome do projeto que será realizado nas costas holandesas e deverá cobrir mais de 2.500 metros quadrados até o final de 2021. O curto período de realização deve-se ao comprometimento de empresas privadas, cientistas e centros de pesquisa especializados na criação de energia.

Devido à sua localização, e devido às fortes temperaturas nas áreas costeiras, espera-se que os painéis solares gerem 15% a mais de eletricidade em comparação com aqueles localizados em terra.

Oceans of Energy

Mas nem tudo é sobre “eletricidade” porque este centro tem uma equipe de ecologistas marinhos que avaliam e monitoram o impacto ambiental de sistemas solares flutuantes para tomar precauções e não prejudicar a vida marinha. Enquanto isso, a Universidade de Utrecht será encarregada de avaliar e comparar a produção da planta marítima com outras ao redor do mundo.

O interessante é que os painéis solares estão localizados próximos a geradores de energia eólica, o que demonstra um grande compromisso por parte da Holanda de poder viver da maneira que quiser sem prejudicar o planeta.

Oceans of Energy

Tradução do site UPSOCL por A Soma de Todos os Afetos

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO




A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here