É preciso estar disposto a se colocar no lugar do outro. No amor precisamos estar atentos ao universo do outro, como também estarmos atentos ao nosso universo. Cada um tem seus limites, suas regras, suas possibilidades. É fundamental estarmos preparados para respeitar isso, tanto em nós como no outro. Não é porque estamos amando que tudo é permitido ou podemos fazer o que quisermos. Existe o amor próprio, o autorrespeito e o respeito total ao outro.

Não é porque amamos que podemos abrir mão de tudo por aquele amor, tem coisas, sonhos, objetivos que não podemos abrir mão, por nada, nem ninguém.

Para amar é necessário ousadia, coragem, querer mostrar-se, permitir ao outro se aproxime cada vez mais do seu íntimo, mostrando suas dificuldades, suas sombras, também podendo chegar mais perto do outro. Não se assustar quando as sombras aparecerem, ninguém é perfeito, estamos todos em construção. Permitir que o outro nos veja por inteiro, sem reservas.

Dividir a vida, os espaços, querer estar próximo de alguém para somar forças, sentimentos, para refletir, para se divertir, é querer aproveitar uma enorme oportunidade e vencer um pouco mais as barreiras de nós mesmos, do medo, do passado traumático, de relações que não deram certo. É ter a capacidade de jogar fora todas as mágoas, decepções para vivermos de amor puro. É podermos acordar todos os dias e brindarmos com amor, “o amor”.

Solidão, dificuldades emocionais, saíam da minha frente que agora eu quero ver, quero vivenciar com todo o meu ser o melhor de mim, da vida, do outro, do amor.

Libero agora todos os pesos passados, todas as frustrações de relações fracassadas, de amor desafinado, descombinado. Me afino hoje com os propósitos sublimes do amor, com a melodia encantadora do melhor do amor. Posso acreditar com fé que o amor sempre oferece nova oportunidade para uma melhor e mais bonita construção.

Me capacito na paz, na concórdia, na generosidade, porque o amor não combina com guerra, desarmonia.

Quero para mim um estado de comunhão total com tudo que enalteça, engrandeça os bons sentimentos, para que à cada dia minha habilidade em amar seja ainda melhor, ainda maior.

Um dia, com todo o meu esforço, chegarei em um estado sublime de amor, onde o meu ser vibrará somente com os sentimentos bons. Neste momento meu ser será mais poesia, beleza, alegria, criatividade, luz… Neste momento nada poderá ofuscar a grandeza deste sentimento.

Um dia, todos nós alcançaremos este estágio. E a paz, o amor, a compaixão, a união, todos os sentimentos bons prevalecerão. Neste dia o amor salvará o mundo.


Trechos da Música: Segredos/ Frejat

Eu procuro um amor que ainda não encontrei
Diferente de todos que amei

E as feridas dessa vida eu quero esquecer

Procuro um amor que seja bom pra mim
Vou procurar, eu vou até o fim
E eu vou tratá-la bem
Pra que ela não tenha medo
Quando começar a conhecer os meus segredos.

(Segredos/ compositor: Roberto Frejat )

Imagem de capa : Reprodução

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




Patricia Tavares
Sou Psicóloga e Reikiana nível 2, trabalho há 20 anos em consultório com psicoterapia, hipnose clínica. Já trabalhei em hospital, núcleo de violência da mulher. Acredito na vida, no amor, nos bons sentimentos, no perdão, na beleza da alma, na superação, no ressignificar, na humanidade. Adoro escrever e falar sobre sentimentos, superações, motivar pessoas, conseguir promover o melhor, despertar o que possa ser maravilhoso em cada um de nós e libertar pessoas de suas prisões emocionais, com uma nova e especial forma de viver, independente dos acontecimentos da vida.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here