Certamente há lugares que nos chamam, onde nossa alma se sente em casa, onde esperamos sentir de novo o que às vezes sentimos … Muitas vezes esses lugares, refúgios de nossa felicidade, não eram valorizados na época, mas que era necessário deixá-los entender, perceber o que eles representavam para nós, o que eles continham, o que eles nos preenchiam…

Queremos voltar para aqueles lugares onde amamos intensamente, onde éramos gratos por estarmos, onde nossa respiração estava acelerando ou, ao contrário, era tão calma e regular que nos fazia conectar com aquela parte de nós que só reconhecemos quando nos sentimos em paz.

Os lugares são extensões do que somos, eles não são nada por si mesmos, eles só se transformam em vida quando olhamos para eles, quando os habitamos, quando os respiramos … quando os experimentamos. A sensação de se sentir mais vivo, mais completo, mais feliz em um lugar, nos faz associar com nossas emoções e encontrar nele a maneira de nos reconectar com o que vivemos em algum momento.

Muitas vezes procuramos entre as paredes para aqueles que não estão mais lá, mas impregnaram o espaço com suas risadas, com suas lágrimas, com sua presença que parece permanecer. Uma paisagem simples pode fazer a nossa mente voar e voltar a um beijo, aquele que vive conosco desde sempre. O aroma particular de um lugar pode nos fazer voar no tempo e o simples fato de estar naquele lugar nos faz reviver a distância aquilo que nos fez felizes.

Algumas memórias nos encherão de alegrias, outras nos encherão de nostalgia, e muitas questões poderão habitar em nossa mente, mas abraçaremos esse momento e com ele todos aqueles que deixamos no passado que pertencem a um lugar, a um lugar que se tornou especial para nós, que tem uma beleza única, que talvez não seja evidente para os olhos, mas para a alma, que se alegra em felicidade e especialmente no amor…

Esses lugares são espaços que não ocupam tanto no espaço físico como nos nossos corações, todo mundo tem deles, talvez vários … lugares onde a vida era amada, onde a existência assumia um significado especial … Aqueles lugares onde sempre Queremos voltar, eles parecem estar esperando por nós o tempo todo e quando eles nos recebem, eles nos dão a sensação de nunca ter ido embora.

Por: Sara Espejo – Rincón del Tibet

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO




A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here