Nada descreve melhor o que sinto quando eu vejo você, pois você estava na minha vida muito antes de nós tropeçarmos. Não posso lhe dizer que vi seu rosto em meus sonhos ou meus pensamentos, mas sei que aquele olhar que me cobriu não era outro senão o seu.

É muito difícil para mim explicar aquilo que não tem palavras. Eu só sei que minha alma reconheceu a sua, que meu coração pulou sem nunca ter ouvido a sua voz, sabia que aquelas palavras eram ditas por aquela pessoa que estava de alguma forma esperando em minha vida.

Talvez para aqueles que não experimentaram algo semelhante, você pode pensar que o exagero toma conta de mim, que o amor à primeira vista não existe, que as almas não procuram umas às outras, que tudo leva um processo e que o amor é nutrido e construído em um momento … E eu posso compartilhar essas ideias, com a única ressalva que o processo de construção de amor, criando laços e entrelaçando almas, já tínhamos vivido isso.

As almas não podem ser procuradas. Talvez tenham uma reunião planejada, um momento exato em que compartilharão espaços comuns. E quando isso acontece, quando esse momento chega, não há dúvida de que sem olhar, eles estavam esperando. Naquele momento, entendemos por que algumas pessoas não permaneceram em nossas vidas porque esses relacionamentos nos quais investimos muito não funcionaram … e percebemos que estávamos nos preparando para viver e entender o que acabaria acontecendo em nossas vidas.

Se eu te disser que posso antecipar suas respostas, que eu sei de antemão as opções que você escolherá, que eu sinto que você não ficará surpreso, porque eu sei que o reconhecimento é mútuo.

Agora que você está aqui, eu tento manter a calma. Que meus sentimentos não transbordem enquanto o que eu quero é te abraçar, nunca te deixar ir. Quero o desejo de derreter na sua pele e sentir como nossos batimentos cardíacos se sincronizam.

Adaptado do site Rincón del Tibet, por Sara Espejo
Imagem de capa: Pexels

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO




A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here