Acostumada a estar atrás das câmeras, a fotógrafa Natália Freitas, de Itapira, no interior de São Paulo, está tendo que se adaptar com os holofotes voltados para ela desde que uma atitude sua ganhou grande repercussão em todo o Brasil, principalmente entre profissionais da fotografia.

O primeiro ato desta história emocionante se deu quando um pedido de ajuda foi postado em um grupo no Facebook. O menino Samuel Alves, de 14 anos, usou a rede social para revelar que seu sonho é ser repórter. Na postagem, ele ainda pediu a doação de uma câmera fotográfica, publicando inclusive uma imagem ilustrativa de uma câmera da Canon com valor aproximado superior a R$ 2 mil.

Com o pedido, Samuel tinha a intenção de melhorar sua estrutura de transmissões pela internet. Mas as respostas no grupo não foram muito empáticas ao apelo do garoto.

Diversos internautas passaram a ironizar o pedido, inclusive dizendo que queriam também a doação de um carro.Em um primeiro momento, o menino, que é morador do interior do Ceará e tem uma origem bastante humilde, respondeu alguns dos comentários irônicos feitos na sua postagem.

E, quando já não tinha mais esperanças de receber a doação, o menino se deparou com o seguinte comentário: “Sou fotógrafa e tenho uma câmera desta para te dar de presente. Será uma honra te dar a câmera que comecei a fotografar. Ela é uma câmera que me trouxe muito sucesso e com certeza trará para você. Acredito em você e jamais permita que alguém tire seu amor na reportagem”.

Natália, a autora do comentário, tomou a decisão de ajudar Samuel ao se deparar com a postagem dele e com as mensagens dedicadas a satirizar o pedido sincero do menino cearense. “Entrei em contato com ele e já combinamos que a entrega da câmera será pelo Correio. Em nenhum momento fiz isso pensando em marketing, ajudo outras pessoas de diversas maneiras e nunca precisei nem quis mostrar. Mas esse assunto viralizou por ser algo público, na internet, ganhou uma proporção que eu não imaginava. Um turbilhão de emoção e de acontecimentos tomaram conta de mim”, relata fotógrafa.

O gesto nobre da fotógrafa itapirense gerou comoção imediata nos internautas, que viralizaram a história. Até o grupo do Wedding Brasil, maior congresso de fotografia da América Latina, compartilhou a postagem de Samuel e o comentário de Natália.

De acordo com a fotógrafa, ela decidiu agir da melhor forma possível ao se deparar com a postagem e com a “a arrogância do ser humano em zombar de um menino de apenas 14 anos cujo sonho é ter uma câmera profissional e ser repórter (…)agi de coração, sem esperar nada em troca…” , relatou Natália ao portal Itapira News.

Samuel mora em uma cidade pequena do interior do Ceará, distante cerca de 400 quilômetros da capital Fortaleza. Criou um canal no Youtube e sonha em se tornar repórter. Quer cursar jornalismo. De origem humilde, é também tímido – barreira que consegue superar diante das câmeras.

***

Com informações de Itapira News

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




REDAÇÃO CONTI outra
Parceria editorial com a redação do site CONTI outra.

1 COMENTÁRIO

  1. Oi Natalia achei muito bonita sua iniciativa se no mundo houvessem mais pessoas como você seria bem melhor e também tenho um sonho de ser jornalista ou fotografa assim como você mais minhas condições não batem com meu bolso sera que você poderia me ajudar ou falar com alguns colegas sobre mim também ficaria agradecida se conseguisse uma câmera profissional também pra mim desde já agradeço se for atentida

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here