O karma, para aqueles que acreditam em sua existência, está encarregado de tornar o mundo um pouco mais justo. É ação, reação e repercussão; também entendido como uma relação de causa e efeito. Em outras palavras, semeie e colecione, dê e receba.

As religiões, como o hinduísmo e o budismo, entendem o karma como uma energia transcendente que é gerada a partir dos atos das pessoas. Embora existam diferenças de significado, sua interpretação tem uma base comum. A energia é transformada e temos a oportunidade de aprender a canalizá-la. Por outro lado, o nó infinito é um dos símbolos mais representativos do karma e simboliza a interconexão entre causas e efeitos, um ciclo que não tem fim.

A lei cósmica de causa e efeito: karma

A lei da retribuição ou causa e efeito entende que uma ação é o que causa o começo do ciclo. Nós continuamente começamos este processo, então é normal que algumas repercussões demorem anos para se manifestar. O karma é, portanto, um processo contínuo, onde existe a possibilidade de mudança.

Algumas religiões associam karma e reencarnação. Conceba karma como o que você tem pendente e não completou em alguma vida passada. No século 21, pode ser difícil entender esse conceito, mas a mensagem subjacente é fundamental: durante toda a sua vida, busque satisfação através de suas próprias ações, ame o que você faz, tente não deixar nada para fazer, e você encontrará paz.

As 7 leis do karma

O karma não deve ser entendido como uma vingança do universo, mas como um reflexo de suas ações, uma consequência natural e, ao mesmo tempo, uma oportunidade para se tornar consciente. Existem 7 princípios básicos que coletam a essência principal do karma:

.Grande lei ou lei de causa e efeito.
.Lei de responsabilidade.
.Lei de conexão.
.Lei da mudança.
.Lei da abordagem.
.Lei da humildade.
.Lei do crescimento.

As implicações do karma

Nossas expectativas, experiências, palavras… marcam nossas ações. O hinduísmo e o budismo consideram que existem três fatores que geram reações:

.Ação física, por exemplo, gestos.
.Ação verbal, por exemplo palavras.
.Ação mental, por exemplo, expectativas.

É verdade que nosso comportamento é guiado pelo nosso cérebro. Os diferentes tipos de ações podem variar em sua produção, às vezes podem ser impulsivos, inconscientes, mal orientados… Nossas emoções também influenciam nossas ações e outras o fazem de forma notável mesmo naquelas que pensamos serem mais racionais, como a economia. Viver é mudar, então temos em mãos cartas invisíveis com as quais jogar o destino, a repercussão.

“Não negligencie as ações negativas porque elas são pequenas; uma faísca pode incendiar um palheiro tão grande quanto uma montanha. Não negligencie as pequenas e boas ações, acreditando que elas não trazem nenhum benefício; até as menores gotas de água acabam enchendo um enorme recipiente “. -Buda-

Aprenda com a sabedoria da natureza

Adquira consciência do poder que temos quando lidamos com o leme de nossas vidas. Claro, existem fatores que não controlamos, como uma tempestade em mar aberto. Nesse sentido, trata-se de administrar com inteligência a influência que temos e não distribuí-la aleatoriamente, por ser considerada mínima ou insuficiente. Por exemplo, minimizar as perdas pode ser o que faz a diferença para chegar ao porto mais próximo e reparar o navio. Entre uma escada e um naufrágio, como teria acontecido se tivéssemos jogado a toalha.

De fato, alguns especialistas dizem que as crises são necessárias para crescer. Faz muito sentido Se estamos cientes do valor de nossas ações e não atribuímos experiências negativas apenas a fatores externos, temos diante de nós uma oportunidade de crescer. A chave é encontrar um equilíbrio entre o que damos e o que recebemos, atribuindo causas realistas e aproveitando nossas valiosas capacidades adaptativas.

Há estações do ano em que tempestades e chuvas são mais frequentes. Como em nossa vida, há momentos mais difíceis. Desastres naturais são inevitáveis. Muitos pomares e plantações são destruídos quando as inundações são abundantes. Somos seres naturais que também sentem como algumas experiências nos inundam. Nessas ocasiões, trata-se de se virar e apelar para a nossa criatividade para sobreviver, pelo menos não perdendo quando você não pode vencer.

Assim como esses pomares e campos podem ser recuperados graças a um maior esforço e cuidado, com a nossa vida acontece a mesma coisa. Há sempre a possibilidade de mudar o ciclo do karma através de nossas ações. Não se esqueça que qualquer ação que fazemos sempre tem consequências – maiores ou menores – sobre nós, como atores e responsáveis.

“O que você é é o que você tem sido, o que você será é o que você faz agora. Se você quer conhecer sua vida passada, contemple seu estado atual. Se você quer conhecer sua vida futura, considere suas ações presentes “. -Buda-

Traduzido do site La Mente es Maravillosa

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

1 COMENTÁRIO

  1. Nada mais lógico. O que seria a vida se não fossemos responsáveis diretos pelas ações praticadas? Um caos. “Quem com ferro fere, com ferro será ferido”, nada mais justo. Imprescindível saber de onde viemos, o que fazemos nesse mundo e para onde iremos ao sair dele ou estaremos vivendo ao sabor das ondas, sem direção e sem bússola, como folhas ao vento, levadas para qualquer direção, para o passado ou para o futuro. Crianças nascidas com microcefalia, com graves limitações neurológicas, que não cometeram nenhuma ação nessa vida que pudesse gerar tão graves reações, são a mais clara evidência de terem vivido uma existência anterior a essa, na qual cometeram equívocos e crimes e agora retornam ao mundo físico para o resgate imprescindível. A Lei do Karma não pune mas educa, corrige, ensina e aprimora, nada mais justo. É preciso entender que ainda não estamos em casa, mas no caminho que leva até ela. Enquanto caminhamos, alguns recolhem as flores e outros recolhem os espinhos que plantaram, simples assim.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here