O coração e a alma do ser humano são um labirinto amplo, complexo, inexplicável, incompreensível e belo. a quantidade de sentimentos e emoções que podemos ter são tão íntimos, tão únicos e tão particulares, que poucas pessoas jamais conhecerão.

Podemos demonstrar amor, podemos ser fiéis e leais, podemos amar profundamente uma pessoa, no entanto, nossas emoções e sensações vivem constantemente alimentadas por memórias e experiências intensas que tivemos algum dia. estar em um amor e sentir prazer e emoção para ver uma pessoa que fazia parte da sua vida, é um dos sentimentos mais comuns no ser humano, no entanto, é sempre preferível mantê-los em silêncio, para não ferir sentimentos.

Mas como com muitas coisas na vida, não falar sobre elas não significa que elas não existam, elas são simplesmente aquelas emoções intensas que vivem da memória, são sensações que remontam nossa memória, nossa consciência e nossas entranhas. Quando vemos a face de uma pessoa que deixou uma marca em nossa existência, para o bem ou para o mal, sempre vêm as memórias e o mesmo desgosto que nos produziu, e o mesmo acontece quando encontramos alguém indesejado, cujas lembranças preferiríamos esquecer.

A intensidade com que se ama é registrada na alma de cada pessoa e embora o tempo passe e novos amores cheguem a nos fazer suspirar, o coração sempre abriga um pequeno espaço para o que nos acompanhou, principalmente se nos fez viver momentos inesquecíveis. Amantes eternos são aqueles que sempre foram recíprocos, pois existem pessoas que ainda se amam mas que seguiram direções diferentes…

Não há razão para sentir remorso por este sentimento, faz parte do ser humano, a capacidade de amar as pessoas é como um mar infinito, profundo e imensurável, podemos sentir amor por muitas pessoas, podemos amar intensamente em muitos momentos da nossa vida e, acima de tudo, temos a capacidade de não esquecer por prazer ou obrigação.

Eu vou viver apaixonada pela vida … um dia você já fez parte, mas hoje quando eu te vejo depois de tanto tempo, entendo que o amor nunca vai embora, apenas passa, adormece… memórias e experiências permanecem…

Traduzido e adaptado do site Rincón del Tibet

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here