Vamos dedicar este espaço às mulheres que, dia após dia, se dedicam a perseguir seus sonhos, trabalhar para o que querem, enxugam suas lágrimas e decidem sorrir. Para as mulheres que pareciam ter em seus genes a capacidade de cair e com mais força para se levantar.

É realmente fascinante encontrar-se com espíritos lutadores, que nunca desistem, que tiram suas vidas com toda a responsabilidade do caso e são capazes de transformar as maiores dificuldades que surgem na vida, em grandes oportunidades de se reinventar, de se levantar, mudar de curso, empurrar, mas nunca quebrar, desistir.

“Um homem suporta a dor como uma punição imerecida; uma mulher assume isso como sua herança natural. As mulheres que fingem ser o mesmo que os homens que não têm ambição.” – Timothy Leary

Há uma diferença importante entre desistir e aceitar quando não podemos fazer mais nada, quando aceitamos que estamos deixando de lado o que nos mantém atados, é libertador, enquanto nos rendemos deixa o mau gosto da derrota, a sensação de ter sido capaz de dar mais, Somente os resultados dependem de nós e simplesmente decidimos não dar mais.

Muitas vezes nem sequer sabemos do que somos capazes, até encontrarmos situações que nos colocam à prova, que tiram do nosso interior aquela coragem que nos faz assumir a situação e aprender profundamente com o que nos motiva, nos move, Dói e até o que nos faz cair.

Mas aqueles que sabem pegar a onda, talvez depois de muitas turbulências, entendem a diferença entre se render e nadar. Com certeza não sabemos quando a maré mostrará um lado mais calmo ou quando decidiremos deixar o mar, o que é certo é que quem tiver uma atitude resiliente não desistirá.

Às vezes temos que deixar tudo fluir, apenas observando, mas estar ciente de quando será apropriado para começar a dar golpes, quando apenas flutuar sobre a adversidade e mesmo quando solicitar a intervenção. Isso não nos torna mais fracos, nos fortalece em nossa luta, temos que se preocupa e nos permite saber que mesmo possível por nossos meios de algum pântano, às vezes é mais fácil e rápido de usar.

Se você é um lutador, você certamente se sentir identificado, se você é uma mulher que é considerada fraca, porque deixe-me dizer-lhe que nada poderia estar mais longe da realidade, você não pode subestimar suas habilidades, você deve dar a tarefa de conhecer e saber o quão longe você pode obter, As únicas limitações estão em sua mente. Se você é um cavalheiro, grato por estar em torno de pelo menos uma mulher mal-humorada que lutam diariamente para chegar à frente, para permanecer à tona, para não se afogar e todo este muitas vezes, sem que ninguém suspeitava.

Tradução A Soma de Todos os Afetos, via Mujer

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here