Um abraço nu aquece a alma, faz nosso coração flutuar, nos sacode e aquece nossa casa. É por isso que um abraço sincero vale mais do que qualquer outra coisa. E abraçar as pessoas que amamos é o que realmente faz com que elas se sintam especiais, únicas e sortudas.

Graças a esses gestos de amor, temos a oportunidade de lembrar o que nos conforta. Além de servir para nos manter no presente, mesmo que não estejamos conscientes e sorridentes, mesmo que não tenhamos motivos.

O poder do carinho sincero

Abraços são uma maneira de dizer aos nossos entes queridos que os amamos sem ter que dizer palavras. Portanto, mergulhar na lembrança agradável de um abraço significa deixar nossos sentimentos voar e deixá-los confortar nossa pele.

Os abraços são fruto de sincero afeto, de cumplicidade em que cada um mostra seu verdadeiro eu ao outro. Nua da alma, quase pele com pele pode decifrar a geografia do coração.

Com um abraço, você dá e recebe energia que nutre seu bem-estar emocional. Somos projetados para sentir o contato, para nos tocar e transmitir emoções através do toque.

É por isso que é importante estimular essa parte, porque graças a ela podemos fortalecer os laços, confortar e soldar as peças que poderiam ser quebradas pelas dificuldades da vida.

O amor como pilar do crescimento

O amor nos faz crescer, regar nossas emoções e pensamentos mais íntimos. Portanto, os abraços, que são a amostra do amor por excelência, nos permitem acompanhar as pessoas que amamos sempre que precisam.

Então vale a pena dar milhões de abraços que se tornam encorajadores quando os obstáculos atrapalham nossos caminhos e a esperança começa a vacilar.

E é que os abraços se tornam uma luz fiel que guia nosso caminho e observa nossos sonhos quando o sol e o corpo precisam descansar. É por isso que os abraços se tornam humildes quando nossos sucessos nos tornam maiores, nos fazem crescer, nos tornam melhores.

Abraços se transformam em moderação, segurança e prudência. Em gênio, em paz interior, em força, em equilíbrio. Isso é possível porque um abraço é algo como a chave que abre o armário que contém o elixir que elimina nossos males.

As circunstâncias podem impedir o contato físico, mas não sinais de afeição

Muitas vezes estamos longe de pessoas que apreciamos e, portanto, não podemos dar-lhes um abraço físico como gostaríamos. No entanto, existem abraços psicológicos, tão sinceros e válidos quanto aqueles que unem a pele à pele.

Ou seja, um abraço psicológico é aquele abraço que eles não podem lhe dar, mas que pode escapar e viajar milhares de quilômetros pelo ar, debaixo de uma mesa ou através de um telefonema.

Isso é possível porque abraçamos cada dia com nossas ações, nossas palavras e nosso cuidado e atenção. Assim, o abraço torna-se o sinal mais universal de afeto que existe, porque graças a ele transmitimos apoio e amor aos nossos entes queridos.

Nesse sentido, um abraço físico oferece afeição quando é psicológico, isto é, quando vem do nosso desejo e do nosso interior. Portanto, os abraços que realmente contam são aqueles que se tornam psicológicos, emocionais e que nos fazem fechar os olhos e dedicar um pensamento. Em suma, os abraços que acrescentam são aqueles que alimentam nosso ser.

Tradução e adaptação A Soma de Todos os Afetos, via LA MENTE ES MARAVILLOSA

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here