Fomos ensinados que amor é um mundo a parte do que vivemos. Crescemos vendo em filmes que, no final, todo mundo fica feliz. Achamos de verdade que, o amor sempre vence e tudo suporta. Que o amor perdoa, e nunca tem uma “faceta do mal”. Mas a verdade, bem nua e crua, é que o amor tem várias caras e formas – e muitas das vezes, não é lindo como aparenta.

Você se vê em um relacionamento e percebe que existe um certo desequilíbrio. Você precisa sempre lutar pra estar de boa com o companheiro. Percebe que precisa sempre pisar em ovos para conversar, porque o outro não aceita que digam não para ele ou, você se vê em um relacionamento aonde todas as suas crenças são jogadas pelo ralo. Você deixa de ser quem você é, e nem se lembra mais do que você gosta.

Depois de tanto lutar, você cansa. Não compensa mais. E você chega na conclusão que esse cara, não te ama. “Não é possível ele me amar, ele só me faz sofrer”.

Pois acredite, ele ama sim. Mas ama de uma forma que te machuca, te fere. E as pessoas conseguem te dizer que, se você o ama, você deve o aceitar como ele é. Porque ele te ama, e amor é a base de tudo.

Não, não é!

É aí que entra a autoestima. Se você tem autoestima, meu caro, você tem tudo. Uma autoestima trabalhada, não suporta aceitar menos do que merece. Mas, infelizmente, não fomos criados para ter essa autoestima. É necessário empenho para ter, e boas chineladas da vida.

A verdade é que amor não deveria ser tão idealizado como ele é. Se você ama, mas não respeita o outro, é puro egoísmo e somente isso.

Às vezes, a pessoa que ama e fere, acredita mesmo que a forma dela amar é bonita, e na cabeça dela, você poderia relevar o jeito dela tosco e babaca de ser. E o pior, é que a sociedade ensina isso: que você deve suportar tudo em nome do amor

Não suporte.

Se você não está feliz como as coisas estão indo, tente praticar a autoestima. Entenda que amar o outro, inclui amar a si mesmo. Em muitos casos, é melhor não ter NADA do outro, do que pouco dele. Grave isso contigo.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




Déborah Izy
Taurina, cerveja, ler, escrever, barzinhos, cinema, séries, filmes, super heróis, e amante da vida, acredito fielmente no amor. Gerencio a página em meu nome no Facebook: Déborah Izy. Espero que gostem e se identifiquem.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here