Parece incrível, mas dormir está se tornando um luxo que nem todos podem desfrutar. O sonho é uma das dimensões em que qualquer dificuldade emocional é refletida pela primeira vez. Por sua vez, não dormir bem gera riscos diferentes e acentua qualquer problema que possamos ter.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), um adulto normal deve dormir entre 7 e 8 horas todas as noites para obter o melhor descanso, tanto físico quanto mental. Por sua vez, os efeitos de não dormir podem ser muito sérios. Entre eles, a OMS alerta sobre um em especial: passar apenas uma noite sem dormir, pode causar perda de tecido cerebral.

“Felicidade para mim consiste em gozar de boa saúde, em dormir sem medo e acordar sem angústia.”
-Françoise Sagan-

Quando as horas de sono não são suficientes ou você não pode dormir profundamente, uma pessoa está literalmente com nervos à superfície. É comum ser altamente irritável ou especialmente sensível a qualquer tipo de estímulo. Isso foi comprovado em vários estudos a esse respeito. Portanto, não dormir bem afeta, de maneira notável, nosso humor.

Não dormir bem gera “um furacão de emoções”

Recentemente, um estudo sobre o sono foi realizado na Universidade de Tel Aviv, que foi então publicado no Journal of Neuroscience. Nesta investigação foi possível verificar que aqueles que não dormem o suficiente percebem e sentem a realidade cotidiana de maneira diferente.

O estudo foi baseado em um grupo de 18 adultos, que foram submetidos a um teste após uma noite em que dormiram bem e depois outro, após uma noite em que não haviam dormido. O teste consistiu em mostrar-lhes uma série de imagens que incluíam alguns “emocionalmente positivos” (um urso, por exemplo), outros “emocionalmente negativos” (um corpo mutilado) e outros que eram neutros (um coberto, uma cadeira, etc.) .

Todos os participantes foram monitorados por meio de encefalogramas que permitiram observar a atividade de seu cérebro. A conclusão final foi que, não dormindo bem, os cérebros dos participantes basicamente se tornaram incapazes de diferenciar emocionalmente as imagens. A reação foi praticamente a mesma com imagens positivas, negativas e neutras. Segundo esses cientistas, tudo isso indica que há falta de controle emocional.

Comportamento irracional e primário

Em outro estudo realizado na Universidade de Berkeley, pode-se estabelecer que dormir 2 ou mais horas abaixo do necessário, afeta severamente o lobo pré-frontal, que é a área que regula as emoções. O resultado disso é que a falta de sono leva a respostas mais irracionais e primárias.

Matthew Walker, o diretor da pesquisa, disse que não dormir bem “quebra os mecanismos que nos protegem de doenças mentais”. Ele acrescentou que o sono restaura os circuitos emocionais e nos permite enfrentar melhor os desafios da vida cotidiana.

Walker também disse que, embora se acredite popularmente que a falta de sono leva a um estado de embotamento e passividade, a verdade é que o oposto é verdadeiro. Pessoas que não dormem não ficam mais passivas, mas 60% mais reativas, ou seja, mais violentas e descontroladas.

O preço de não dormir bem

Dormir mal também leva a outros problemas. O equilíbrio emocional é comprometido e a capacidade de reagir a estímulos é diminuída. Isso significa que, quando não temos um bom padrão de sono, existe um risco maior de sofrermos acidentes. Estima-se que dirigir sem ter dormido bem equivale a dirigir embriagado.

Por outro lado, os padrões de pensamento também são significativamente alterados pela falta de sono. É muito mais difícil processar as informações recebidas e tomar decisões. Um estudo indicou que os erros médicos aumentam em até 400% em profissionais de saúde que fazem turnos de 24 horas. Da mesma forma, concluiu-se que aqueles que dormem menos do que o necessário podem desenvolver problemas de memória.

Não só o cérebro é seriamente afetado pela falta de sono. Não dormir bem também aumenta a probabilidade de o nosso corpo começar a sofrer diretamente com uma doença. Sabe-se, por exemplo, que o sistema imunológico é afetado. Há também dados que permitem concluir que a falta de sono afeta o diabetes, o câncer e até a obesidade.

Tendo dito tudo isso, vale a pena avaliar se você está dormindo adequadamente. Um bom sono é um ativo valioso que devemos cuidar e preservar. Sem dúvida, constitui um dos grandes pilares da nossa saúde mental.

Tradução A Soma de Todos os Afetos, via La mente es maravillosa

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here