Por Danielle Droitsch

Durante anos eu achei que dizer não para um amigo ou familiar, significava decepcionar profundamente alguém que quero bem. Mas em algum momento percebi que não estava vivendo a minha vida. Eu estava num cronograma estranho que combinava atender as expectativas dos outros, o que eu achava que deveria fazer e apenas um pouco do que realmente gostaria de fazer. Essa era uma agenda lotada que me deixava cansada e insatisfeita.

Levei um tempo, mas consegui aprender a arte de dizer não. Dizer “não” significava que eu não precisava atender a necessidade de todos e poderia abrir mais espaço para mim mesma. Optei por seguir o que realmente importava. Administrando meu tempo em torno de meus interesses. Fique mais feliz assim e mais. Eu quase não decepcionei ninguém.

Pessoas bem sucedidas não têm medo de dizer não.

Quando aprendemos a dizer não, passamos a ver as coisas de uma forma diferente. No lugar de pensar em todas as coisas que poderia estar fazendo, você aprende a priorizar o que é mais importante. Em outras palavras, a vida não é mais apenas reagir, mas também procurar as oportunidades que te levam para o destino que deseja.

Oprah Winfrey, considerada uma das mulheres mais bem sucedidas do mundo, confessou que aprendeu a dizer não já tarde na vida. Mesmo depois da fama internacional, ela sentia que precisava atender a todos os pedidos. Só depois de anos nessa condição, perguntou-se: – O que eu realmente quero?

Warren Buffet disse que dizer sempre sim é desnecessário. ” A diferença entre pessoas bem-sucedidas e pessoas realmente bem-sucedidas é que essas últimas sabem dizer não.”

Quando eu passei a dizer não, passei a dirigir mais o meu sucesso, concentrando-me em menos coisas e fazendo-as bem.

Como somos pressionados a dizer sim

Não é de se admirar que muitos de nós nos sentimos pressionados a dizer sim. Desde sendo somos condicionados a dizer sim. É o que fazemos para encontrar emprego, amigos, boas companhias na faculdade.  Dizemos sim porque é recompensador ajudar alguém. E também porque tememos as possíveis consequências negativas de dizer não.

A pressão por dizer sim vem também de nós mesmos. Colocamos a carga de agradar aos outros em nossas costas, e se precisamos atender as nossas expectativas,  sentimos-nos culpados. O resultado disso é que quando as pessoas pedem mais do nosso tempo, mesmo que já tenhamos pouco para nós mesmos, estamos condicionados a nos entregarmos.

Como dizer não quando você sente que só pode dizer sim

Dica 1. Verifique o seu medidor de obrigação.

Um dos maiores desafios para aprender a dizer não é o sentimento de obrigação. Você sente que tem a obrigação de dizer sem qualquer reflexão? Pergunte-se se há realmente um dever em dizer sim. Verifique suas suposições, agendas, seus objetivos. Tente perceber quais são suas obrigações consigo mesmo.

Dica 2. Verifique suas suposições sobre o que significa dizer não.

Podemos ter o receio de perder o respeito das outras pessoas se dissermos não, recuamos diante daquilo que pode acontecer se passarmos a suprir nossos anseios. Este mecanismo não é de todo ruim. Porém, você precisa encontrar um equilíbrio entre colaborar com as pessoas que te cercam e colaborar consigo mesmo.

Dica 3. Considere usar um não modificado!

Talvez dizer não seja realmente muito difícil, então você pode usar a estratégia de amenizar o sim. “Sim, eu aceito, mas…” Dessa forma você abre a possibilidade para falar das suas condições e necessidades.

Texto traduzido e adaptado de LifeHack

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO




A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here