Apesar da difícil missão que é ser professor no Brasil, nada disso foi suficiente para desanimar ou encurtar o amor destes dois professores: Débora Garofalo, da Escola Municipal de Ensino Fundamental Almirante Ary Parreiras, de São Paulo, e Jayse Ferreira, da Escola de Referência de Ensino Médio Frei Orlando, de Itambé, no Pernambuco. Eles foram selecionados para a final do prêmio Global Teacher Prize, considerado o “Oscar” da Educação.

Criado pela fundação Varkey em 2014, a premiação vem acontecendo anualmente, mas pela primeira vez dois brasileiros tornaram-se finalistas. São 50 professores ao todo e de diversas nacionalidades. No mês que vem, o Global Teacher Prize vai anunciar quem serão os dez finalistas. Os brasileiros foram selecionados entre 10 mil candidatos, de 179 países.

Débora ficou conhecida por criar, junto dos seus alunos, um projeto que, a partir de resíduos, consegue-se reciclar e criar vários outros objetos. O intuito era reforçar os seus alunos na área de tecnologia, que até então não tinha muitos incentivos na escola em que trabalha. Através de mais de 500 kg de resíduos, Débora e os seus alunos montaram robôs, aparelhos de refrigeração, veículos e muito mais coisas.

Enquanto isso, Jayse acreditou que era necessário criar um currículo escolar mais atrativo para os adolescentes. Eis que ele decidiu incluir nas suas aulas tudo que falasse com a linguagem dos jovens: games e mídia social. Os alunos foram encorajados a fazerem curtas-metragens, incluindo todo o processo de roteirização, montagem e edição das produções. O resultado: em menos de uma semana, um dos curtas lançado no Youtube foi visto por mais de 20 mil pessoas.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here