ESCRITO POR LIGIA LOTÉRIO

Transtorno depressivo ansioso é um acometimento psiquiátrico comum que une sintomas de dois transtornos, criando um quadro de tristeza e preocupação constantes. O problema é muito limitante pois afeta o convívio familiar, relacionamentos e trabalho, mas pode ser tratado com sucesso, de modo a recuperar a qualidade de vida do paciente.

O que é depressão ansiosa?

O transtorno misto ansioso e depressivo é um quadro caracterizado pela presença de depressão e ansiedade em uma mesma pessoa. “É como ter diabetes e hipertensão ao mesmo tempo”, exemplifica o psiquiatra Antônio Geraldo da Silva, superintendente técnico da Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP). “Pode ser alguém que tem o transtorno depressivo com sintomas do transtorno de ansiedade generalizada marcantes, ou vice-versa”, ressalta.

Além do tipo mais conhecido de ansiedade, que é o generalizado, também podem ser desenvolvidas outros transtornos do tipo juntamente com a depressão, como síndrome do pânico e fobias.

Causas

Assim como a maioria dos transtornos psíquicos, a depressão ansiosa ainda não tem suas causas definidas. No entanto, acredita-se que possui base genética e pode ser desencadeada por gatilhos, como morte de parentes ou pessoas queridas, desemprego, problemas financeiros e de autoestima, etc.

O psiquiatra Antônio da Silva ressalta que o surgimento dos dois transtornos em um mesmo indivíduo pode ocorrer por dois caminhos: no primeiro, o quadro depressivo estimula o aparecimento da ansiedade. Já no segundo, a ansiedade propicia o surgimento da depressão.

Sintomas de depressão ansiosa

Como se caracteriza pela comorbidade, ou seja, a presença de mais de um transtorno ao mesmo tempo, o paciente pode apresentar sintomas de depressão e também de ansiedade ao mesmo tempo. Confira os principais:

Alterações do apetite
Alterações do sono
Apatia e cansaço
Aperto no peito
Apreensão e desesperança
Delírio
Descontrole dos próprios pensamentos
Diarreia
Dificuldade de concentração
Diminuição da libido
Dor de barriga, nas costas ou no peito que não respondem a tratamentos
Fala exageradamente rápida
Falta de ar
Falta de concentração, prazer e vontade
Inquietude
Medo constante
Nervosismo
Perda de memória
Preocupação exagerada
Sensação de que algo ruim vai acontecer
Mal-estar
Tensão muscular
Tontura
Tristeza profunda

Depressão ansiosa tem cura?

Tanto a ansiedade quanto a depressão podem ser sanadas por meio do tratamento indicado por um psiquiatra, que costuma ser longo, em conjunto com um psicólogo. A cura pode ser temporária, o que significa que os transtornos podem se manifestar novamente algum dia. Nesses casos, será necessário retomar o tratamento e prolongar o tempo de uso da medicação para evitar novas crises.

Tratamento para depressão ansiosa
Medicamento

O uso de remédios ansiolíticos ou antidepressivos trata ambos os transtornos. A duração e a posologia do tratamento é receitada por um psiquiatra, que o fará com base no quadro de cada paciente.

O psiquiatra Antônio Geraldo da Silva ressalta que esse tipo de medicamento não vicia e nem causa dependência. “O primeiro passo para se livrar das doenças é procurar tratamento. Hoje, tudo na psiquiatria é baseado na ciência e, portanto, não é preciso ter medo de tratar. Só é preciso verificar a formação do profissional que você planeja se consultar, o que pode ser feito pelo site do conselho regional de medicina ou pelo site da Associação Brasileira de Psiquiatria”, ressalta.

No site do Conselho Federal de Medicina também é possível encontrar uma ferramenta desse tipo.

Terapia

A terapia com psicólogo é de extrema importância para quem sofre do transtorno ansioso depressivo, pois usa práticas integradas para ajudar o paciente a encarar os problemas de forma que não seja tão prejudicial para si mesmo.

Tratamentos complementares

A prática de atividades físicas para combater a depressão e ansiedade também ajuda, pois estimula a liberação de substâncias relaxantes no organismo. Além disso, apostar em atitudes e hábitos para controlar ansiedade, como meditação, exercícios de respiração e alimentação adequada também traz melhorias para diversos aspectos da vida.

Texto publicado originalmente no site Vix Mulher

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO




A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

4 COMENTÁRIOS

  1. Boa tarde. Existe um exame de DNA feito no Brasil. O mesmo dos Estados Unidos. Ele define o melhor medicamento e muitas vezes mostra que pode estar faltando algum complemento no cérebro. Tem um médico em Florianópolis que sabe tratar analisando este exame. Chama Dr Guido may
    Entra no Google.

  2. Eu tenho uma filha com transtornos depressivos 😔infelizmente ela é maior e não aceita tratamento, nso sei o que fazer sofro muito com isso quero ajuda la o wue devo fazer? Ela ja ficou em observacao na psiquiatria por 4 dias mas; voltou pior é não aceita tomar a medicação ela nao dos coisas concretas e dai muito a noite xinga as pessoas na rua Ja foi agrecida e temo pela vida dela me oriente por favor obrigada.

  3. Passo pelo mesmo que a Joeliza, parece ate a minha história e a primeira vez que vejo alguém relatar igualzinho acontece aqui em casa, a única diferença é que aqui no caso eu sou a filha e a depressiva é a minha mãe. Pelo apoio que procurei aqui na cidade, eles dizem que é impossível tratar contra vontade de quem não permite. Tô sem saída. Me ajudem… Grata!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here