Quando alguém prefere ter um pequeno círculo de amigos e não se importa de passar o tempo sozinho, é chamados de solitário. As pessoas as percebem como pessoas solitárias e deprimidas. Embora elas, na realidade, nunca se sintam sozinhas.

De fato, estar em sua própria companhia é o que os faz sentirem-se satisfeitos. Eles se sentem melhor em contato consigo mesmos, pensam melhor e percebem melhor as coisas ao seu redor.

Não é comum alguém fazer amizade com um solitário, especialmente porque eles são muito seletivos com as pessoas de quem se aproximam. Quais são as características que tornam alguém solitário?

Limites firmes

Um solitário sempre tem limites firmes. Eles sempre sabem que nunca estão sozinhos, mesmo que fossem a última pessoa no mundo.

Por causa disso, eles respeitam os limites de outras pessoas e esperam o mesmo respeito em troca. Se você cruzar a linha, eles informarão o mais rápido possível. Eles pensam que se você não pode ser fiel a si mesmo, você não pode ser fiel aos outros.

Lealdade

Ao contrário daqueles que precisam ser o centro da reunião, os solitários não precisam de atenção. Mas uma vez que eles encontram alguém com quem querem ser amigos, eles se tornam os mais leais que você pode encontrar.

Eles sabem o que valem e, se acharem que você também é digno, eles lhe darão tudo sempre que precisar. Isso se aplica a relacionamentos, família, trabalho e amigos.

Eles têm uma mente aberta

Só porque eles preferem sua própria empresa para os outros, não significa que eles são fechados ou rígidos. Eles sempre procuram novas atividades e aventuras.

Mesmo encontrando novas coisas interessantes para fazer, você sempre tem que ter certeza de seus pensamentos antes de compartilhá-los com os outros.

Bem centrados

Quando a adversidade e os desafios vêm, os solitários não entram em pânico. A autorreflexão os preparou para situações como essas.

Eles podem se sentir estrelados em algumas situações, mas, em vez de se distraírem, passam tempo sozinhos para recarregar as baterias.

***

Tradução feita pela CONTI outra, do original de Gutenberg

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here