Dizem que não somos nós que escolhemos nossos animais e sim eles que nos escolhem.

Convido vocês para assistirem um vídeo de 2 minutos que mostra como um caso polêmico que foi resolvido através da criatividade de uma juiza que deu liberdade para que  um cãozinho disputado entre dois possíveis donos tivesse a chance de mostrar a quem pertencia o seu amor.

Enquanto presidia um caso de propriedade de cães, a juíza Judy Sheindlin percebeu que, apesar dos argumentos, só existiria um modo de provar quem realmente era o dono do filhote: permitir que o bichinho mostrasse por si mesmo! Confira como isso aconteceu

Editorial CONTI outra. Com informações de Paw my Gosh.

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO



Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui