Não sei, mas não costumo acreditar tanto na história de que a gente conhece um amigo de verdade nos momentos ruins.

Claro, amizade verdadeira te oferece colo, ombro, abraço, conforto. Mas costumo medir minhas amizades, também, pelo modo que elas recebem e enxergam o meu sucesso, minhas conquistas, sonhos e alegrias. Quem não é amigo, não fica feliz por te ver feliz. Não sente-se bem em te ver ascendendo. Não torce por você no amor, na profissão, nos estudos, na família.

Quem não te ama, não te impulsiona. Quem não te ama não vibra ao te ver no pódio da vida. Quem não te ama está sempre jogando um balde de água fria quando te vê empolgado com algo. E não, não caia na cilada de que “estou te fazendo cair na real”, porque quando um amigo quer nos ajudar de verdade, a gente percebe.

Amizade vai muito além de oferecer um ombro para chorar. Amizade é, além disso, ter as duas mãos sempre disponíveis para te aplaudir de pé, apontando e gritando: esse ai é meu amigo, porra!!!!!

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




Ana Luiza Santana
"Estudante de psicologia, nascida no Pernambuco, mas escolhida pela Bahia(amo). Intensa por naturalidade e louca por amor. Completamente apaixonada por abraços apertados, sorrisos e pessoas de aura leve e energia positiva."

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here