Daenerys Targaryen é uma mulher forte e madura que pode representar, com seu personagem, um bom ponto de referência para a reflexão. Após sete temporadas, ela é uma das personagens mais icônicas de Game of Thrones. A jovem mulher de cabelos brancos conseguiu se estabelecer como líder depois de muitos obstáculos e dificuldades.

Interpretada nas telas pela talentosa Emilia Clarke, a Mãe dos Dragões é um exemplo a ser seguido por sua ferocidade e determinação. Em um mundo onde as mulheres continuam lutando por igualdade, Daenerys sabe exatamente o que ela merece.

Definitivamente, Daenerys não é um excelente exemplo de comportamento. Para sermos sinceros, nenhum personagem de Game of Thrones é. No entanto, apesar de estar longe da perfeição, não carece de virtudes: com um objetivo claro, decidiu corrigir os erros de seus antepassados.

Baseada nos livros escritos por George R. R. Martin, Game of Thrones narra a história de batalhas épicas e lutas de poder. Neste panorama, diferentes reis e rainhas, cavaleiros, renegados, bastardos e assassinos buscam vencer. Assim, Daenerys também tenta conseguir o domínio dos Sete Reinos. No entanto, sua viagem implica muito crescimento pessoal.

“Sou uma Khaleesi dos Dothraki! A próxima vez em que levantar a mão contra mim, será a última vez em que terá mãos!”.
– Daenerys Targaryen-

Game of Thrones alcançou um enorme sucesso a nível mundial. Até pessoas que não gostam da série conhecem seu nome e já ouviram falar dela. Game of Thrones é brutal, imprevisível e tem uma produção incrível.

Daenerys Targaryen começa a série como uma pequena princesa em exílio. Dominada por seu irmão, um homem louco e abusivo, Daenerys é vendida em troca de um exército. Casada com Khal Drogo, a Mãe dos Dragões é tratada com uma escrava. No entanto, logo começa a ganhar o respeito de seu marido.

Infelizmente, sua vida como esposa e mãe logo chega ao fim. Quando Daenerys perde o marido e o filho, consegue, em troca, seus três dragões. Surgindo das chamas como o dragão que é, Daenerys se transforma em uma figura quase messiânica. Pouco a pouco, ela reúne um exército fiel, disposto a segui-la em sua batalha para conquistar os Sete Reinos.

O que Daenerys Targaryen nos ensina?

Liderar em uma sociedade dominada por homens é difícil. Os desafios que uma mulher enfrenta em uma posição de poder são variados. No entanto, Daenerys é um bom exemplo de como lidar com este poder.

1. Deixar para lá é ganhar a longo prazo

Ao longo da série, Daenerys conhece o sofrimento de perto, não há dúvidas disso. É usada, ferida, traída e abandonada por muitas pessoas. E, ainda assim, a Mãe dos Dragões continua sustentando o olhar pela vida. Enquanto ficava mais forte, Daenerys aprendeu que uma das formas de ganhar é deixar para lá, deixar ir. E deixar ir implica soltar as coisas negativas para poder ganhar.

Por exemplo, Daenerys decidiu liberar os escravos da Baía. Ela poderia ter continuado sua escravidão e enviá-los para lutar em seu nome na batalha para conquistar os Sete Reinos. No entanto, ela preferiu libertá-los. Por que fazer isso? Ao deixá-los ir, Khaleesi certificou-se de que aqueles que ficavam realmente eram pessoas fiéis a ela.

2. Aceite o medo, mas não deixe que ele assuma o controle

Conforme a ambição de Khaleesi aumenta, os desafios que ela enfrenta também aumentam em dificuldade. No entanto, isso não a deteve. Mesmo que morressem pessoas significativas e perdesse algumas batalhas, ela continuou em frente.

Durante muitas cenas, pudemos ver o rosto de Daenerys cheio de desespero e confusão pelos dilemas que surgiam à sua frente. No entanto, ela nunca se deu por vencida. Mesmo quando sentia medo, ela manteve seu propósito. O medo é um sentimento normal e natural; além disso, se nos relacionarmos de forma inteligente com o medo, podemos nos beneficiar da sua existência.

3. Você pode ser fabulosa e forte ao mesmo tempo

Na maior parte do tempo, a sociedade tem expectativas muito altas com relação às mulheres. No mundo das corporações e dos negócios, espera-se que as mulheres sejam, ao mesmo tempo, delicadas e fortes.

Elas são constantemente julgadas por sua aparência e atitude. De algum modo, existe um preconceito contra as mulheres relacionado à moda: como se a beleza ou a sensibilidade disputassem com a inteligência, a força e a coragem.

Daenerys Targaryen nos mostra que suas decisões não a tornam menos feminina. Khaleesi se cuida e procura manter sempre uma atitude de elegância e sofisticação. É como dizem: vista-se para o trabalho que você quer ter.

4. Valar Morghulis

Game of Thrones parece estar se arrependendo da forma como tratou as mulheres nas primeiras temporadas. Cada vez mais, os personagens femininos ganham luz à medida que a série avança. Todas as mulheres da série estão cheias de habilidades admiráveis.

Em nosso mundo, as mulheres estão adquirindo cada vez mais poder. Liderando empresas, liderando equipes de trabalho, sociedades e projetos. É necessário que a televisão reflita isso. Valar Morghulis significa“todos os homens devem morrer”. Mas, como Daenerys notou, ninguém disse nada sobre as mulheres.

Fonte indicada: A Mente é Maravilhosa

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here