Entre tantas coisas que desejo, para você e para mim, uma delas é que a gente viva com sabedoria. Sim, que a gente tenha sabedoria, para entender porque, algumas pessoas saem do nosso caminho, e que talvez a gente fique mesmo melhor sem elas.

Espero que a gente encontre forças para soltar, para desapegar, para deixar a vida simplesmente ser. Porque apegar-se a coisas, pessoas, cenários, e situações é pura ilusão.

Tudo, absolutamente tudo, é transitório nesse plano. Espero que tenhamos sempre coragem para fechar ciclos, e saber a hora de ir embora. Espero que saibamos confiar em nosso instinto, porque geralmente é através da nossa intuição que Deus fala conosco.

Espero que a gente veja, aceite e receba as pessoas como elas são, e não da maneira que gostaríamos que elas fossem.

Não podemos nos esquecer de que somos todos humanos, propensos ao erro, e precisamos de paciência, com os outros e principalmente com nós mesmos. Espero que a gente entenda, que a vida, às vezes, é difícil, mas fica mais fácil quando aprendemos a aceitar o que não podemos controlar.

A vida fica mais fácil quando não tentamos combater o fluxo ou o tempo de Deus, do Universo, da força maior que nos guia.

A vida fica mais fácil quando aprendemos a esperar, porque as coisas boas levam tempo, mas acontecem, as pessoas boas são difíceis de encontrar, mas elas existem.

Espero que a gente nunca se esqueça de que o que realmente está destinado a acontecer encontrará sim uma maneira de chegar até nós.

Espero que a gente entenda que se não deu certo é porque não era certo para nossa vida. Por isso, não force, nada. Acredito que quando precisamos forçar as coisas para que elas aconteçam, quando mentimos para nós mesmos e vamos contra nossas crenças e ideais para ter algo ou alguém, é porque isso não deve fazer parte da nossa jornada. E a nossa jornada, é única, e não precisa ser parecida com a de ninguém.

A nossa linha do tempo não precisa se alinhar com a dos nossos amigos, nossa família ou as pessoas que admiramos. Nossa idade não define o que devemos ter, fazer ou ser.

Espero que a gente aprenda a abandonar a vida que planejamos, sem culpas, e sem olhar para trás, para podermos viver a vida que, de fato, merecemos ter.

Que a gente viva nossa jornada, nossa própria história, sem nos comparar aos outros. Espero que a gente aprenda a abandonar o que não é nosso.

Que a gente saiba a diferença entre o que queremos e o que precisamos.

Espero que a gente sempre coloque mais confiança em Deus do que nas pessoas, não por desconfiança, mas porque expectativas geram decepções. E a gente merece se surpreender mais e se decepcionar menos.

Espero que nunca nos falte fé. E que sejamos humildes o suficiente para perceber que não sabemos tudo e que, às vezes, podemos errar sim.

Espero que a gente lute por nossas próprias bênçãos, sem nos incomodar com as bênçãos alheias.

Desejo que todos nós, tenhamos a força necessária, para erguer a cabeça e ir embora quando nos sentirmos indesejados ou desvalorizados.

Porque um dia essa loucura fará sentido. A dor desaparecerá e o nosso “final feliz” certamente nos encontrará.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




Wandy Luz
“Pedras no caminho ? Não guardo nenhuma, mas escrevo sobre cada uma delas. Construo castelos de palavras, e te convido a entrar e fazer parte do meu conto de vida.”Wandy Luz é colunista, apresentadora e um ser humano em busca de evolução.Também escreve para: O Segredo, Resiliencia Humana, Jornal e-Cuesta e Portal Resiliencia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here