Que metamorfose incrível, mulher! Você tinha duas opções: continuar rastejando feito uma lagarta ou sair daquele casulo. E, você fez a escolha acertada, se recolheu por um longo período até perceber as suas asas desabrochando, como uma flor em meio ao pântano.

Eu imagino que não foi fácil chegar a esse novo jeito de se perceber, de se amar. Isso não aconteceu num passe de mágica. Nos bastidores dessa transformação, houve muito choro, muita dor, muito medo e um sentimento que, por vezes, insistia em convencê-la de que você deveria se conformar com a ideia de que nasceu para sofrer. Sei que a sua luta foi gigante. Luta silenciosa, porque era algo que só dependia de você. O que estava em jogo era a sobrevivência da sua dignidade como mulher. Como você foi resiliente, minha querida!

Hum…eu sei que vira e mexe, sente um quê de indignação por tudo o que viveu de ruim em seus relacionamentos. Você se sente culpada por ter permitido tantos abusos e humilhações. Você se sente péssima por não ter dado um basta em muitas situações, é difícil para você olhar para trás e se ver permitindo aquela pessoa entrando em sua vida, mesmo com a sua intuição lhe mostrando que seria um desastre. No passado, você apenas recebia o que chegava, sem filtrar nada. Nisso incluíam todo e qualquer tipo de desrespeito, as migalhas de afeto, as depreciações ao seu aspecto físico e aos seus traços de personalidade.

Ah, minha querida, perdoe-se! Fique apenas com o aprendizado e use-o para ajudar outras mulheres que estão passando pelo o que você passou. Mostre a elas que é possível, sim, uma nova história. Você foi o que conseguiu ser, você não tinha imunidade alguma naquela época, por isso deitaram e rolaram sobre a sua dignidade. Mas, você reagiu, sobreviveu e trouxe à tona essa mulher fenomenal que esteve, por anos, trancafiada.

Passou! Agora, você é dona de si. Você adquiriu a consciência do que merece, aprendeu a se posicionar quando algo lhe traz desconforto, seja em que área for. Você aprendeu a dizer “não” ao invés de abaixar a cabeça a tudo o que lhe machucava.

Ah, que lindo essa nova percepção de si mesma! Hoje, você se respeita e transmite isso a quem se aproxima de você. Você descartou aquele sentimento de inadequação que a acompanhou por décadas. Você assumiu a própria essência, sem mais querer se enquadrar nos moldes alheios. Você se pertence, se respeita e, se permite errar sem se punir por isso. Mulher, você está encantadora com esse sorriso de quem não deve nada a ninguém.

Sabe, eu achei incrível quando você me disse que nenhum dos seus ex parceiros teria chances com essa mulher que você se tornou. Eu entendi, claramente, minha querida. E, quer saber? Nenhum deles se atrairia por sua nova versão, pois você está exalando amor próprio e isso é um poderoso repelente para homens abusadores. Eles correm de mulheres empoderadas, como o diabo foge da cruz. Eles se atraem mesmo é por mulheres que estão indefesas, fragilizadas e sem consciência do próprio valor. Sabe, não devemos julgar essas mulheres, elas precisam da nossa empatia e do nosso socorro.

Ah, e esse novo amor que você encontrou? Quanta diferença, hein!? Isso, sim, você merece. Vai nessa, lindona. Você é única e incrível, nunca mais duvide disso.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




Ivonete Rosa
Sou uma mulher apaixonada por tudo o que seja relacionado ao universo da literatura, poesia e psicologia. Escrevo por qualquer motivo: amor, tristeza, entusiasmo, tédio etc. A escrita é minha porta voz mais fiel.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here