Percebo os sonhos como o nosso combustível nessa vida. Viver sem sonhar é sepultar-se em vida.

Acredito que a vida é mais gratificante para quem tem algum desejo especial, algo sobre o qual dedicamos um pouco do nosso pensamento quando aquietamos a alma. Aquele pedido que incluímos em nossas orações diárias.

Particularmente, se eu pudesse ouvir os relatos das pessoas sobre um desejo especial, olharia nos olhos de cada uma e diria: sonhe mesmo, queira, deseje profundamente e lute por isso. Ah, pediria também que a pessoa caprichasse nos detalhes do sonho dela, que exagerasse mesmo nas minúcias.

Defendo que se temos um sonho, devemos dedicar toda a nossa energia e criatividade a ele. É aquele processo de mentalizar e visualizar cada detalhe, não importando quão distante ele ainda esteja da concretização. Quanto mais damos atenção aos nossos sonhos, maiores serão as probabilidades de eles se concretizarem.

Permita-se fechar os olhos e viver seu sonho como se ele já fosse real. Sinta o cheiro, imagine as vozes, as cores, o seu sentimento diante dele.

Quer um exemplo? Eu sonho com a publicação do meu livro, então, diariamente eu o imagino em minhas mãos, imagino o cheiro, penso na capa, na dedicatória, no prefácio, nas cores, nas imagens etc. Sonhar com isso me faz ainda mais viva. Eu adoro atribuir detalhes aos meus sonhos. Faça isso também.

Outra coisa: não duvide da sua capacidade de realizá-lo. Não importa se o mundo inteiro duvida, você não pode duvidar. Entenda que, quando temos um desejo genuíno, já temos boa chance de torná-lo real, pois essa paixão funciona como uma bússola que vai nos norteando rumo à concretização. Já temos o principal que é o querer, que se constitui numa força avassaladora, capaz de derrubar obstáculos, abrir janelas, criar oportunidade, enfim. Quando o nosso querer é autêntico, ninguém nos segura. Criamos condições, de uma forma ou de outra, para ele acontecer. O que brota na nossa alma tem uma força incrível, acredite.

Quero lembrar-te também que nossos sonhos devem ser protegidos de possíveis abutres emocionais. Sim, eles existem e não devem ser ignorados. São pessoas que nunca perdem a oportunidade de amarelar o sorriso de um sonhador. Ocorre que, quando estamos muito motivados pela busca de um sonho, nos tornamos incômodos para aqueles que já perderam a capacidade de sonhar.

Então, essas almas ancoradas não perderão a chance de jogar um balde de água fria no nosso entusiasmo e, dependendo do nosso grau de vulnerabilidade no momento, poderá ser fatal.

Tenhamos cautela e escolhamos bem com quem dividir os nossos sonhos. Eles devem ser tratados como o nosso sagrado.

Finalizo trazendo à lembrança o saudoso Raul Seixas: “queira, basta ser sincero e desejar profundo, você será capaz de sacudir o mundo”.

Observação: esse texto foi publicado em abril de 2017, na época eu sonhava com a publicação do meu livro. Editei essa versão para informar que o meu livro foi publicado em abril de 2018, o meu sonho se realizou, já sonho com novos livros e outros projetos.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




Ivonete Rosa
Sou uma mulher apaixonada por tudo o que seja relacionado ao universo da literatura, poesia e psicologia. Escrevo por qualquer motivo: amor, tristeza, entusiasmo, tédio etc. A escrita é minha porta voz mais fiel.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here