Você é o tipo de pai ou mãe que está sempre abraçando seus filhos? Se a resposta for sim, então não pare de fazer o que está fazendo.

De acordo com a nova pesquisa, a afeição física durante o período de desenvolvimento do bebê é ainda mais importante do que pensávamos.

Quanto mais você abraça um bebê, mais os cérebros crescem, de acordo com uma pesquisa recente do Nationwide Children’s Hospital, em Ohio.

 

125 bebês, ambos prematuros e a termo, foram incluídos no estudo, que analisou o quão bem eles reagiram a serem fisicamente tocados.

Os resultados indicaram que os bebês prematuros responderam menos ao afeto que os bebês que não nasceram prematuros. O que também foi revelado, no entanto, foi que os bebês que foram submetidos a mais carinho pelos pais ou funcionários do hospital mostraram uma resposta mais forte do cérebro.

De acordo com a pesquisadora Dra. Nathalie Maitre, esta última revelação nos diz que algo tão simples quanto o contato corporal ou o balanço de seu bebê nos braços fará uma grande diferença na forma como o cérebro deles se desenvolve.

“Certificar-se de que os bebês prematuros recebem um toque positivo e de apoio, como o contato pele com pele pelos pais, é essencial para ajudar seus cérebros a responderem ao toque suave de maneiras semelhantes àquelas dos bebês que experimentaram uma gravidez inteira dentro do útero da mãe” diz ao Science Daily.

Basicamente, o afeto é vital para o desenvolvimento do cérebro. Então, acaricie e abrace seus bebês o máximo que puder – e não se esqueça de compartilhar essa pesquisa para mostrar a todos o quanto é importante amar os nossos filhos!

***

Essa é uma tradução CONTI outra. Do original: Latest research reveals the more you hug your kids – the smarter they get

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here