Algumas pessoas entram em nossas vidas e encontram um lugarzinho nela. Algumas ficam fisicamente e outras deixam experiências. Não são experiências boas e nem ruins, são apenas experiências — pelo menos deveria ser encarado assim.

Acontece que as que saem nos ensinam muito sobre o amor e como deveríamos amar ou continuar amando; continuar, uma vez que alguns traumas nos marcam tanto a ponto de desacreditarmos nesse sentimento tão singular dentre de tantos outros.

Ninguém entra para nos completar. Somos inteiros em busca de outros inteiros para compartilhar a vida — ou parcela dela. A beleza do amar — na ação cotidiana — está nesse crescimento que ele nos dá. Por isso todo relacionamento é bom para a construção do nosso caráter. Para a construção da melhor versão de nós mesmos.

Não deixamos de amar quem um dia amamos; deixamos de desejá-las em nossas vidas.

O amor que foi verdadeiro é grato. É indissociável dos sentimentos que adquirimos e, por isso, não perde sua importância. Mas perde seu lugar na prioridade de nossos pensamentos e sentimentos uma vez que, deixam de nos dar paz ao passo que entregam suas ausências.

Toda construção carece de manutenção para se manter firme, ou a ruína acontecerá cedo ou tarde.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




Luverlandio Silva
Nasceu no Piauí e cresceu em São Paulo, mora atualmente em Santo André – SP. Apaixonado pela área de exatas, mas tem o coração nas artes e escrita; trabalha e defende o meio ambiente e, as causas naturais: sentimentos; afetos; amor.

1 COMENTÁRIO

  1. É uma pena que nem todos percebem isso. Por mais que se fale, se explique, não adianta. Na verdade, algumas coisas apenas são adquiridas com o tempo – e mesmo que seja doloroso deixá-las ir, precisamos conceder este aprendizado e nossa ausência. Nunca deixamos de amar quando o amor é verdadeiro, apenas deixamos de tentar, de “implorar”, de se importar, deixamos a pessoa ir, porque no íntimo é isso que ela deseja, mesmo que ainda não saiba… Alguns entendimentos são póstumos, infelizmente.

    Eu realmente espero que tu não demore para aprender. G.M… Se um dia teu caminho cruzar esse texto, saiba que o amor permanece, o amor sempre permanece.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here