Lendo um artigo sobre moda e a incorporação recente de mulheres mais velhas em campanhas de grandes marcas, me dei conta de que, assim como elas, eu gosto muito mais de mim agora, depois dos 40 anos. Refletir sobre o passar do tempo me fez observar a beleza a partir de outro olhar, e inclusive fez com que eu me achasse mais atraente agora que do que quando eu era jovem.

O que acontece com as mulheres depois dos 40? Segundo Care Santos em seu livro ‘Desejo de Chocolate’, elas experimentam um processo de direcionamento do foco para suas qualidades. Isso as torna mais intensas, mais inteligentes, mais serenas e mais atraentes que vinte anos atrás. Não estamos falando apenas internamente, mas também externamente.

De fato, com o passar do tempo sabemos escolher melhor o que nos faz bem. Além disso, aprendemos a usar o melhor acessório de todos: a confiança em nós mesmas. Dessa forma, começamos a não nos desgastar por ter uma ruga ou várias que começam a se acumular, visto que estamos preocupadas com outros aspectos muito mais importantes.

“Envelhecer é como escalar uma grande montanha: enquanto estamos subindo as forças vão diminuindo, mas quando chegamos lá em cima o olhar é mais livre, a vista é ampla e tranquila”.
-Ingmar Bergman-

Modelos maduras refletem sobre o passar do tempo

Atualmente, diferentes marcas de roupa, como a Zara, possuem um editorial de moda protagonizado por modelos com idades entre os 40 e os 50 anos. Essa escolha traz visibilidade para mulheres que, até pouco tempo atrás, pareciam esquecidas pela moda e pela sociedade.

Em um editorial recente da Zara, as modelos explicam o que o passar do tempo significa para elas. Também contam como se sentem ao se encontrar em uma faixa de idade em que é difícil ter sucesso no mundo da moda. Isso porque se trata de um setor que é muito focado em jovens entre os 20 e 30 anos.

Como eu disse anteriormente, mesmo esse não sendo o padrão, eu gosto mais de mim agora depois dos 40, assim como essas modelos. Obviamente, seria ótimo não envelhecer nunca. No entanto, se refletirmos sobre isso, nossa mente vai melhorando com o passar dos anos. Isso produz um paradoxo. À medida que nos tornamos mais velhos, também confiamos mais em nós mesmos. Como diz Malgosia Bela, uma modelo e atriz polaca de 40 anos, isso pode fazer com que nos gostemos mais com a idade, mesmo sendo menos valorizadas.

A modelo árabe Yarmin Warsame, da Somália, de 41 anos, também fala sobre esse fenômeno. Ela conta que seus preconceitos com a sua própria idade mudaram ao conhecer diferentes culturas. Ela fala sobre isso da seguinte maneira: “Viajando, só viajando. Você se transforma, você muda. Isso que sempre falo para as pessoas: por favor, viaje. Experimente outras realidades, conheça outros seres humanos diferentes de você, em diferentes atmosferas e em diferentes situações”.

Esses testemunhos nos convidam a refletir sobre a influência do passar do tempo em mulheres de idade superior à que estamos mais acostumados a ver no mundo da moda.

“É um fato que o amor conserva a beleza e que o rosto das mulheres é nutrido pelo carinho, do mesmo jeito que as abelhas se nutrem do mel”.
-Anônimo-

Com a idade ganhamos confiança, por isso gosto mais de mim depois dos 40 anos

A confiança que adquirimos com os anos é uma qualidade que faz com que nos gostemos mais com o passar do tempo. Ao envelhecer, começamos a valorizar a beleza a partir de novos ângulos. Aprendemos a valorizar um olhar, um gesto ou uma postura que transmitem segurança. E essas características, juntas, são capazes de criar a beleza.

Nós mulheres podemos ser atraentes em qualquer idade. Para isso, o primeiro passo é se aceitar e aceitar o passar do tempo, perdendo o medo intrínseco que temos de envelhecer.

Com as suas rugas e marcas de expressão, as modelos que participam desse tipo de iniciativa são a representação palpável de uma mudança social. Dão visibilidade a um grupo de mulheres que não foram, até esse momento, representadas devidamente pela indústria. Por isso, é a hora de nos sentirmos mais atraentes sem a obrigação de abusar do botox, de tratamentos para ter uma pele jovem, apenas aproveitando a nossa autenticidade para sermos nós mesmas.

Eu gosto mais de mim agora, depois dos 40, e você?

Fonte indicada: A Mente é Maravilhosa

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here