Um dos programas de radio que escuto com mais assiduidade se chama “O sucesso é ser feliz”, na Radio Mundial de São Paulo, com o grande escritor e palestrante Roberto Shinyashiki.

Em um programa recente ele falou uma frase que achei bárbara. Essa frase, se bem acolhida, pode lhe ajudar a ter mais coragem, determinação e, acima de tudo, desenvolver mais a RESILIÊNCIA, que considero uma das virtudes mais importantes a serem integradas ao nosso ser.Se quiser ouvir esse programa basta clicar [aqui].

Enfim, a frase que ele disse foi a seguinte:

“É muito melhor ouvir um não diretamente no seu ouvido do que ouvir um não no cérebro”.

Roberto Shinyashiki

*********

Essa frase, apesar de curta, é mega impactante. Muitas vezes a nossa mente fica pregando peças na gente e nos autossabotando em diversas das nossas empreitadas. É comum desistirmos de um montão de coisas bem antes de tentarmos.

Dentro da nossa cabeça fica uma vozinha chata repetindo: “Mas e se não der certo?”, “E se não aprovarem o meu projeto?”, “E se aquela garota me der um fora?”, “E se acharem que meu currículo é ruim?”, “E se não conseguir ser aprovado nesse concurso que está com a concorrência tão alta…”. E se e se e se….

Tudo isso são os barulhos que a nossa mente faz, e que são apenas projeções do nosso MEDO. Nessa hora não canso de repetir a frase que nem dá pra saber a autoria de tão antiga que é: “Coragem não é a ausência de medo, é agir apesar do medo…”.

Todas as pessoas que alcançaram grandes coisas na vida tiveram muito medo, mas mesmo assim tentaram. É comum as pessoas que trabalham na área motivacional falarem uma frase bem parecida com essa que citei do Shinyashiki. Elas dizem assim: “Vá adiante no que quer fazer, porque o não você já tem, vá em busca de um sim”.

Percebe que não estou falando nenhuma novidade? Você já sabe de tudo isso! Se você decide não fazer nada, já sabe qual é a resposta, é um sonoro NÃO.

Talvez o seu medo esteja obscurecendo alguém com talentos incríveis, alguém que poderia estar fazendo um trabalho notável numa empresa, ou ajudando nos recursos humanos de outra, ou dando aulas estimulantes para adolescentes, ou se apresentando nos grandes teatros, ou escrevendo em algum blog na internet etc. etc.

É normal sentir medo. Inclusive já contei tempos atrás que tive um medo danado antes de começar a escrever no blog “Para além do agora”.

Um pensamento que me vinha a mente era: “Quem vai dar crédito a um físico que vem escrever sobre Psicologia, sobre autoconhecimento, sobre Filosofia, sobre espiritualidade?…”.

Mas encarei esse medo e fui em frente! Comecei a escrever e aos pouquinhos os textos foram atingindo um número cada vez maior de pessoas. Não só isso! fui recebendo feedbacks maravilhosos dos leitores me dizendo que nasci para ser escritor, gente dizendo que através das leituras do blog mudaram muitas perspectivas, passaram a acreditar mais em si mesmas e nos seus sonhos. Sem contar que fiz muitos amigos incríveis, alguns que quero levar para toda a vida se for possível.

Agora imagine se, por medo, não tivesse iniciado esse caminho? Você não estaria aqui lendo esse texto e eu não faço a menor ideia de onde estaria e o que estaria fazendo…

Esse foi só um exemplo! Levando para o seu contexto, certamente você vai lembrar que hoje é bom em alguma coisa, mas que lá atrás teve medo de começar.

A mesma coisa se dá nos relacionamentos! Como a grande maioria das pessoas, tive medo antes de iniciar os relacionamentos amorosos que vivenciei, mas a vitória sobre ele me fez encontrar pessoas que foram essenciais no meu processo evolutivo. Muito do que sou hoje, devo aos relacionamentos que tive.

Um não que venha do seu cérebro pode fazer você deixar de viver experiências riquíssimas de crescimento interior. Um não ilusório vindo do medo pode fazer você não vencer as barreiras e defeitos que precisa para ser alguém mais amoroso, mais evoluído e capacitado.

Aprender a ouvir “nãos”, além de tudo que falei anteriormente, também é um exercício de HUMILDADE. Lembrando que essa palavra significa “terra fértil”, ou seja, as pessoas humildes transformam todas as adversidades e dificuldades em adubo para ajudar no crescimento do ser.

Se você prestar bastante atenção, vai perceber que na grande maioria das vezes, o que lhe impede de seguir adiante já achando que vai receber um não é um orgulho velado. Um lado acredita que dará certo, mas outro lado repleto de medo fica atanazando e achando que dará errado.

Seja corajoso e alimente esse lado otimista, esse lado que acredita no melhor. E quer saber de uma coisa? Sabia que muitas vezes ouvir um não é o melhor? Porque esses “nãos” lhe darão a resiliência necessária para ser ainda mais autoconfiante e galgar para algo ainda melhor mais pra frente!

Percebe o tanto de coisas que podem ser refletidas a partir dessa simples frase do Shinyashiki?

Há muito mais a ser refletido, mas deixo essas viagens de pensamentos com você!

“É muito melhor ouvir um não diretamente no seu ouvido do que ouvir um não no cérebro”…

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




Isaias Costa
Bacharel em Física. Mestre em Engenharia Mecânica e Psicanalista clínico. Trabalha como professor de Física e Matemática, mas não deixa de alimentar o seu lado das Humanas estudando a mente humana e seus mistérios, ouvindo seus pacientes e compartilhando conhecimentos em seu blog "Para além do agora", no qual escreve desde 2012.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here