Quantas vezes lutamos contra preocupações? Às vezes elas parecem rolar pela nossa cabeça sem parar. Enlouquecendo e tirando toda a energia.

A preocupação é um dos principais consumidores de energia.

Parece que esses pensamentos estão em algum lugar no fundo, mas esse ruído de fundo é uma das razões que fazem você se sentir tão exausto no final do dia.

Eu não acredito em soluções de curto prazo. Nunca vi elas funcionarem. “Basta parar de se preocupar e focar em outra coisa” quase nunca funciona para mim. Apenas não funciona.

Eu quero perguntar: “O que você quer dizer com reconcentrar?! VOCÊ ACHA QUE EU NÃO FARIA ISSO SE PUDESSE, PELO AMOR DE DEUS?!”

Então eu comecei a me preocupar mais ainda, porque, bem… Eu não consigo parar de me preocupar!

Mas não tem problema se preocupar com isso. Não tem problema ficar preocupada com algo. Mas não é legal ficar presa ou nem tentar encontrar as soluções.

Você sente a diferença? Você está autorizada a se preocupar ou ficar chateada até procurar respostas e trabalhar nelas.

Não tem problema se preocupar até que você esteja consciente do fato de que você mesma criou aquilo e tem todo o poder para mudar uma situação.

Vai levar tempo, observação cuidadosa e imersão. E tudo bem também. É ótimo porque você pode se divertir e fazer um processo muito interessante de entender e explorar a si mesma.

A vida se torna muito diferente, muito mais fascinante quando você começa essa jornada de explorar o Universo dentro de você. O mundo abre as portas e o que parecia difícil se torna fácil em pouco tempo.

Você ainda vai se preocupar, é uma coisa muito humana. A vida vai acontecer, coisas diferentes, boas e ruins. Mas ter esse núcleo de serenidade dentro de você é uma dádiva preciosa, que não pode ser superestimada.

Quando você tem algo muito forte por dentro, a fonte interna onde você pode voltar sempre que precisar, suas preocupações se tornam suas amigas, sua orientação para uma versão melhor de si mesma.

Sabendo que é muito mais fácil ficar calma lá no fundo, para manter o núcleo interno em harmonia, não importa o que você esteja passando.

Para este fim, quero orientá-la através de 5 ideias que o ajudarão a encontrar e manter o núcleo de serenidade interior:

1. Faça perguntas a si mesma

Nós geralmente fazemos perguntas a outras pessoas. Procuramos informações e respostas fora.

Mas é importante procurá-la por dentro. Só você pode saber qual é a verdadeira razão por trás de suas preocupações.

Pode levar algum tempo para descobrir isso, mas se você expressar uma intenção sincera ao Universo e à sua Alma, intenção que está além do estado de vítima, seu genuíno e forte desejo de entender como você criou essa situação e o que você precisa fazer para mudar isso, você receberá as respostas.

Como expressar tal intenção?

Sente-se quieta. Respire fundo. Peça sua alma por proteção. Imagine por um minuto você saindo de suas preocupações e ansiedade. Só por um momento, você consegue.

Você consegue imaginar como está em um espaço de luz azul cintilante, a partir daí pode dizer em voz alta ou interiormente:

“Caro Universo, assumo total responsabilidade por esta situação, ajude-me a entender como eu a criei. Me mostre minhas crenças negativas de uma boa maneira, para que eu possa resolver isso”

Saiba que a resposta virá no momento certo.

Seu trabalho é estabelecer uma verdadeira intenção e fazer o melhor possível para manter a calma e a confiança de que você obtém o melhor resultado.

Tome ações em direção ao seu sonho. Mesmo passos pequenos e muito pequenos são importantes. O universo cuidará de todo o resto.

2. Restaure o equilíbrio no momento certo

Muitas vezes nos sentimos profundamente irritadas e insatisfeitas com nós mesmos. Aquele sentimento quando você quer refazer a si mesma. Cada parte de você.

Normalmente, tentamos fazer algo sobre isso, agir ou avançar. Mas este é exatamente o momento em que precisamos parar, respirar e refletir.

Por quê? Porque o resultado das ações que vêm do julgamento próprio refletirá o que você não gosta em si mesma.

Quando, por algum motivo, você se sentir mal consigo mesma, pare e faça todo o possível para ficar quieta, respirar profundamente e restaurar o equilíbrio.

Você pode dizer para si mesma: “Tudo bem sentir isso. Eu sei ou não sei porque, mas vou resolver mais tarde. Eu sei que vou. Por enquanto, meu principal objetivo é mudar a fonte da minha intenção. Eu ajo e penso de um lugar de amor para mim mesma”.

Você pode repetir para si mesma várias vezes: “Eu amo e aprovo a mim mesma. Não importa o que está acontecendo neste momento, eu amo e aprovo a mim mesma”.

Peça ajuda a seus anjos, proteção e amor.

3. Mude sua abordagem para a ideia de serenidade

Todos nós temos ideias diferentes sobre o que é a harmonia da vida. Quando pergunto às mulheres sobre isso, muitas vezes ouço: “Bem…harmonia é estar calmo o tempo todo… na maior parte do tempo”.

Mas vamos admitir, isso é impossível! E mais, provavelmente é chato.

Somos humanos, as emoções são o que tornam a nossa vida excitante, rica e interessante. O que precisamos é escolher emoções positivas, não se livrar das emoções.

Vamos ver a serenidade como o caminho para uma vida feliz e gratificante, não um destino.

Isso é o que impede muitas mulheres, um medo subconsciente de perder essa preciosa e brilhante percepção da vida. Mas serenidade não significa, de forma alguma, indiferença.

Eu convido você a pegar essa ideia hoje e pensar por alguns instantes: quais ideias você tem sobre a serenidade? E essas ideias combinam com sua visão da verdadeira felicidade?

4. Analise as necessidades que você está tentando atender, preocupando-se

De acordo com Tony Robbins, temos 6 necessidades humanas fundamentais que motivam muitas de nossas ações:

Certeza
Incerteza (Variedade)
Significado
Amor e conexão
Crescimento
Contribuição

A ideia aqui é muito simples e poderosa. Nós nos preocupamos com algo porque uma ou várias de nossas necessidades não são atendidas ou são ameaçadas.

Por exemplo, se você se preocupa que ele não ligou, então sua necessidade de amor, conexão e certeza está ameaçada.

Ou se você está profundamente preocupada se será capaz de sair de férias no próximo mês, o que você está realmente preocupada é se você pode ter alguma variedade que precisa.

A importância de cada necessidade é diferente e única para todos. É por isso que o que parece bom para você, pode ser devastador para sua amiga e você não entende por que ela está tão preocupada com isso.

Quais são suas duas necessidades mais significativas?

Da próxima vez que você se preocupar com alguma coisa, tente pensar: qual necessidade você está tentando encontrar, qual necessidade está ameaçada agora?

Tente pensar em outras maneiras de atender a essa necessidade. Isso irá aliviar suas preocupações conforme souber o motivo e você será capaz de encontrar mais soluções.

5. Deixe suas preocupações guiarem você

Quando você começa a olhar para o que o preocupa como suas instruções, não como sua dor, sua vida muda.

Você já pensou que as preocupações não são obrigatórias? As preocupações não são o que a vida faz você se sentir, mas o que você escolhe.

Mas por quê?

Eu acredito que quando a nossa Alma não pode nos alcançar de outra maneira, ela nos envia orientação em uma forma de preocupações.

Quais crenças negativas não queremos notar ou admitir? Suas preocupações são a maneira mais fácil de encontrar as suposições negativas que criam uma situação indesejada.

O mesmo exemplo. Você entrou em uma discussão com seu parceiro, digamos que não foi nada de especial, mas você se sentiu realmente rejeitada e solitária.

Você começou a se preocupar que vai se separar, mesmo se não houver sinais disso.

Qual crença negativa fez você se preocupar tanto com isso?

Vá mais fundo. Pergunte a si mesma. Você acredita que os homens não são confiáveis? Que imagem dos homens você subconscientemente tem? Essa imagem faz você duvidar do seu homem?

Mude suas suposições para positivo, anote-as em uma forma de afirmação e tente reprogramar sua mente para uma ideia que servirá ao seu bem.

Assim que mudar a maneira como você olha para as suas preocupações, você descobrirá o que a impede de ter serenidade e alegria.

Este artigo é uma tradução do Awebic do texto originalmente publicado em Womangic.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here