Todo mundo conhece alguém que “tem gênio forte” ou que se auto intitula “autêntica”. Olhando com um pouquinho a mais de atenção para essa situação, já é possível identificar o abuso contido nesse posicionamento.

Quer dizer que os demais têm gênio fraco? Quer dizer que os outros são falsos? Réplicas? Muito cuidado!

Em geral, aqueles que se dizem “autênticos” são só marrentos mesmo!

Usam essa desculpa para “dizer tudo o que pensam” como se fossem donos da verdade e nos estivessem fazendo um enorme favor por compartilhar conosco sua “sabedoria”.

E, se você acatar esse casca grossa uma única vez que seja, corre o risco de virar vítima da sua tirania e arrogância. Ofereça ao grosseirão o seu melhor silêncio!

É comum que algumas pessoas criem a fama de serem difíceis, se acomodarem nesta posição e agir como se todo mundo fosse obrigado a aguentar sua cara azeda, suas manias, sua falta de educação.

Falta de educação disfarçada de braveza, ou de exigência ou de perfeccionismo é um perigo, porque a gente acaba assinando embaixo desses abusos, acaba se conformando com o fato de que aquela pessoa é “assim mesmo, não vai mudar”. E com isso comete um enorme erro, inclusive com o marrentinho que vai acreditar que está tudo bem e vai perder a chance de vir a ser uma pessoa melhor.

Ser amigo de verdade é também discordar. É também apontar ao outro seus abusos. Amigos não são só para passar a mão na cabeça e aplaudir o outro, mesmo quando o outro está sendo injusto.

Agora… Ser amigo também não é ser pai ou mãe da criatura, né? Dê um toque, dois… e é só! Não caia na tentação de consertar o outro, porque nem é essa a sua função.

E, se o outro insistir em ser “autêntico”, seja ainda mais…

Dê a ele um AUTÊNTICO CARTÃO VERMELHO! E vá cuidar da sua vida que você ganha mais.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




Ana Macarini
"Ana Macarini é Psicopedagoga e Mestre em Disfunções de Leitura e Escrita. Acredita que todas as palavras têm vida e, exatamente por isso, possuem a capacidade mágica de serem ressignificadas a partir dos olhos de quem as lê!"

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here