Amizade e paixão norteando um relacionamento é pura perfeição. Não preciso dizer que NENHUM relacionamento é perfeito, não há inocentes aqui, certo? Certo. Dito isso, vamos lá… Todo relacionamento precisa de uma boa dose de amizade e paixão. E não é cinquenta por cento de um e outros cinquenta por cento de outro, é entrega total de ambos. Cem por cento de amizade; cem por cento de paixão.

Todo mundo quer um relacionamento no qual podemos ser exatamente como somos: bobos. Na maioria das vezes; e ser assim é uma delícia. Contudo, só conseguimos ser totalmente “a gente” quando temos uma amizade verdadeira com quem dividimos não “apenas” — entre aspas porque é uma dadiva em si só ter gente assim ao nosso lado — os laços fraternos entre amigos, o prazer daquele enlaço de corpos sem pudores. Sem frescuras. Coisa de casal que se entrega. A gente deseja alguém para brincar, zoar, tirar do sério às vezes com algumas pirraças e, alinhar o melhor que cada relação pode trazer. Mas não é só desejar, é preciso ser antes de tudo.

Claro que a paixão uma hora acaba. Ou não?, não sei. Dizem que ela demora três anos e, depois, se transforma em algo maior — ou acaba. Acredito que ela pode durar apenas alguns segundos da mesma forma que pode, também, durar vinte anos. Não é lógico. A questão é que a paixão apimenta o relacionamento. É aquele tempero que deixa qualquer dia morno quente; e não importa se estão dentro do quarto fechado ou na avenida com o carro em movimento, toda hora se transforma no momento perfeito para se entregarem um ao outro.

Um relacionamento perfeito não existe, sempre haverá brigas, desentendimentos, cara fechada e etc. Com amizade e paixão a coisa flui, sabe por quê? Porque são sentimentos que juntos trazem outros no pacote. Fidelidade, lealdade, afeto, respeito, reciprocidade, companheirismo são todos amplamente distribuídos nessa dupla que, bem ponto de vista meu, são fundamentais para o alicerce do amor. Amizade e paixão quando bem alimentada, por ambos, vira amor. Leve, tranquilo, construindo-se diariamente.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




Luverlandio Silva
Nasceu no Piauí e cresceu em São Paulo, mora atualmente em Santo André – SP. Apaixonado pela área de exatas, mas tem o coração nas artes e escrita; trabalha e defende o meio ambiente e, as causas naturais: sentimentos; afetos; amor.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here