A tecnologia mudou nossas vidas para sempre.

Graças às mídias sociais, estamos conectados com quase todos no planeta.

Mas estamos realmente conectados de uma forma que possa ajudar a fazer a diferença ao nosso redor?

A realidade virtual já está aqui. Ele permitirá que você experimente todas as maravilhas naturais e técnicas que desejar.

Mas essas experiências serão humanas, vivas ou hipnotizantes como são hoje?

Essas experiências podem sequer se comparar à realidade?

Talvez a tecnologia supere essa falha também.

Mas também pode piorar, já que o ar e a água poluídos já causaram tanta perda para um grande número de espécies.

Vamos discutir isso hoje.

Passos para se reconectar com a natureza

Você deve ser autodidata o suficiente para entender a intensidade desse assunto.

Humanos Modernos sobreviveram muito bem por 200.000 anos, coexistindo lado a lado com todas as outras criaturas deste planeta.

Nós estávamos lutando guerras, matando e destruindo uns aos outros, mas isso nunca afetou a natureza.

Então a primeira onda de industrialização ocorreu, quase 2.000 anos atrás.

E os humanos mudaram o futuro deste planeta para sempre.

Hoje, milhões de pessoas estão respirando ar extremamente poluído, obrigadas a beber a água que abriga inúmeras doenças.

E as outras espécies desse ecossistema?

Quando decidimos que somos donos deste planeta e poderíamos usar seus recursos para o assim chamado bem-estar da humanidade?

O aquecimento global e as mudanças climáticas são apenas o começo.

Nós nunca podemos prever e nos preparar para como a natureza reagirá a essa imensa devastação.

O que me desespera é que, mesmo os países mais poderosos e engenhosos, não estão levando isso a sério.

E, em breve, não teremos mais um planeta se não tomarmos ações significativas para salvá-lo.

Nossos antepassados nos deram este legado. Não deveríamos alterar a maneira como tratamos a natureza?

Criação e Destruição são os produtos da nossa imaginação. Somos nós, todos nós que somos responsáveis pelo estado atual do nosso mundo.

Então, somos nós que devemos tomar uma posição para salvá-lo antes que seja tarde demais.

Porque somos nós que ainda temos a chave para desvendar o futuro que queremos para nossos filhos.

1. Explore seu relacionamento com a natureza

Na história de nossa civilização, pela primeira vez, a raça humana tem acesso a quase todos os cantos do planeta.

Podemos até explorar a Antártida, as florestas tropicais da Amazônia e a montanha mais alta do mundo, o Monte Everest. Ainda assim, bilhões de pessoas nunca viajam em suas vidas.

Para nos conectar emocionalmente e espiritualmente com nossa própria existência, precisamos da ajuda da natureza.

É quando você alcança o topo de uma montanha ou quando você está no meio do mar, completamente sozinho, você percebe o que realmente significa estar vivo.

Você explora a magia de respirar ar fresco, um toque fascinante de vento em sua bochecha e seu verdadeiro eu.

Faça isso uma vez e você entenderá a importância de se reconectar com a natureza e seus habitantes.

2. Valorizando a Natureza

Temos que redefinir tudo, e isso começa com a forma como medimos o valor das coisas ao nosso redor.

Os humanos só valorizam o que os beneficiam.

Se cortar madeiras é rentável para nós, não hesitaremos uma vez. Se for necessário transportar petróleo bruto em navios-tanque, arriscaremos toda a vida marinha.

Se ocorrer um derramamento, a sobrevivência de milhares de aves aquáticas e mamíferos estará em risco.

Já causamos danos suficientes ao ecossistema de vários mares em todo o mundo.

A contaminação do ar em todas as grandes cidades atingiu níveis perigosos. Purificadores de ar, pouco utilizados, se tornarão um acessório doméstico num futuro próximo.

3. Desenvolva sua conexão com outros seres

Houve um tempo em que costumávamos viver em harmonia com todos os tipos de animais.

Elefantes, macacos e até cobras. Cuidaríamos um do outro e teríamos uma conexão profunda com eles.

Então, pouco a pouco, começamos a avançar em tecnologia e eles foram todos deixados para trás.

Nós até os subestimamos e nos tornamos superiores a outras espécies que existem neste planeta, desde muito antes do primeiro humano caminhar na Terra.

Temos que encontrar uma maneira de nos conectar novamente com esses animais e torná-los parte de nossas vidas diárias.

Keanu Reeves desempenhou um papel muito interessante em um filme chamado “O Dia em que a Terra Parou”.

Em uma cena, ele argumentou com um médico que nosso criador não permitirá que uma única espécie, nós (humanos), destrua um planeta que abriga milhões de outras espécies.

E é por isso que o criador o enviou, para apagar todos nós da existência, porque aquilo era necessário para salvar as outras vidas na Terra.

Foi um filme, mas poderia ser a nossa realidade um dia.

4. Aprendizado Poderoso da Natureza

No final, a questão que enfrentamos é: o que podemos fazer para minimizar as consequências de nossas ações?

Quem vai nos ensinar a evitar os efeitos adversos que novas tecnologias ou inovações estão tendo sobre as outras espécies?

Não há professor maior que a própria natureza.

Vamos ouvir as palavras de Richard Jefferies.

“Se você deseja que seus filhos pensem profundamente, conheçam as emoções mais santas, leve-os aos bosques e morros e dê-lhes a liberdade dos prados; as colinas purificam aqueles que andam sobre elas”.

Então, aprenda com as árvores, os oceanos, as montanhas, as estrelas e a lua.

Elas vão te ensinar como capacitar uns aos outros sem violar a existência de ninguém.

É por isso que não haverá conclusão aqui, apenas um novo começo em seus corações.

Obrigado!


Este artigo é uma tradução do Awebic do texto originalmente publicado em Purpose Fairy escrito por Ari Banayan.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here