Todos nós experimentamos expectativas frustradas e experiências dolorosas. No entanto, quando nos apegamos a elas, nos impedimos de voar e desfrutar de nossas preciosas vidas.

Em vez disso, estamos sobrecarregados pela dor e pelo fardo de nos sentirmos traídos.

Mas é possível deixar para trás, e estou aqui para lhe dizer que não há melhor momento do que agora para a cura pessoal sagrada.

Neste artigo, vou compartilhar com você como, ao perdoar, você pode levar uma vida mais feliz novamente. Também mostrarei os passos exatos que você pode tomar para perdoar alguém que tenha te machucado.

Confira:

Por que parece tão difícil perdoar

Muitas vezes vejo pessoas tropeçarem e ficarem presas em um ciclo porque acreditam que, se perdoarem, será como se a mágoa inicial ou a traição nunca tivesse acontecido.

As pessoas que foram feridas acham que, quando alguém fez algo errado, a pessoa não pode se safar disso.

Mas isso simplesmente não é verdade. Nós não perdoamos a outra pessoa em benefício dela, e não tentamos fingir que nada aconteceu.

Em vez disso, perdoamos por nós mesmos. Nós fazemos isso para que possamos superar essa dor.

Outra razão pela qual pode ser difícil perdoar é que podemos perceber o ato de perdoar como uma traição a nós mesmos de alguma forma, ou podemos sentir que perdoando podemos estar nos expondo e nos machucando novamente.

A mágoa e as feridas podem deixar sentimentos de amargura, ressentimento e raiva durante anos. Podemos chegar ao ponto em que nos sentimos vítimas por causa do que os outros fizeram a nós.

Quando nos sentimos vítimas, nossos sentimentos não estão nos protegendo, e sim nos prejudicando. Nos encontramos presos em prisões emocionais cheias de mágoa.

Como podemos viver vidas felizes e expansivas a partir deste lugar?

A importância de aprender a perdoar

Existem estudos médicos que mostram a ligação entre perdão e saúde.

Karen Swartz, uma psiquiatra da Johns Hopkins Medicine, compartilhou que “há um enorme fardo físico ao se sentir ferido e desapontado”.

Ela também afirmou que a raiva crônica coloca você em um modo de luta ou fuga, o que resulta em inúmeras alterações na frequência cardíaca, pressão arterial e resposta imune.

Essas mudanças, então, aumentam o risco de depressão, doenças cardíacas e diabetes, entre outras condições.

O perdão, no entanto, pode levar a níveis mais baixos de estresse e ansiedade, menos depressão, relacionamentos mais saudáveis e mais próximos, um coração mais saudável, níveis mais baixos de pressão arterial, níveis mais baixos de dor física, melhor sono, melhor funcionamento do sistema imunológico e muito mais.

É muito simples: ao perdoar, nos curamos de dentro para fora!

Até que perdoemos, somos nós que pagamos o preço mais alto. Nossas emoções presas podem se tornar tão esmagadoras que afetam nossos relacionamentos atuais e nossa capacidade de nos conectar de forma autêntica e amorosa conosco e com os outros.

Somente quando perdoarmos de verdade estaremos livres de dor, mágoa e raiva.

Se nos apegarmos a estes sentimentos, não poderemos aproveitar o presente – e eles afetarão nossa saúde de várias maneiras.

O negócio é o seguinte: ao perdoar, não vamos fingir que a mágoa inicial ou a traição nunca aconteceu, na verdade estamos fazendo um favor a nós mesmos.

A pessoa que você perdoa ainda terá sua própria dívida cármica por todas as suas ações.

No entanto, quando perdoamos, estamos nos tornando livres.

Quando nos concentramos em ressentimentos em relação aos outros ou a nós mesmos, não conseguimos ouvir as mensagens da nossa alma. Quando deixamos para trás, conseguimos nos sintonizar mais profundamente.

O perdão requer coragem, pois, por trás da nossa história pessoal de dor e sofrimento, temos sempre a opção de acessar nossa plenitude e aproveitar nossa alegria e compaixão inatas.

Por fim, libertaremos nosso coração da prisão do ressentimento e estaremos abertos a um novo modo de ser e viver com o qual só poderíamos sonhar agora.

Como perdoar alguém que te machucou (guia passo-a-passo)

Aqui estão alguns passos fáceis de seguir para iniciar sua jornada de perdão:

1. Conecte-se com suas emoções

Honre onde você está neste momento, sem julgamento. Seja gentil consigo mesmo e tome posse de tudo o que aparecer.

Apenas passe pela experiência sem culpar ninguém.

Uma coisa que você pode fazer é escrever seus pensamentos e sentimentos em um pedaço de papel, para que você possa esclarecer o que eles são.

Em seguida, pergunte a si mesmo o que é que você pode fazer para encontrar uma saída e lidar com essas emoções:

Sair para passear, passar tempo na natureza, fazer algo criativo (pintar, desenhar, colorir uma mandala, cantar, tocar música, etc.), escrever uma Carta de Perdão, obter ajuda de um conselheiro ou coach…

2. Liberte o passado

Para avançar em nossas vidas, uma das principais coisas que devemos fazer é libertar o passado e viver no momento presente.

Muitas vezes carregamos o passado conosco – e se não tivermos consciência disso, o passado nos sobrecarregará e nos sentiremos presos.

Sem uma prática regular de libertação, desenvolvemos um acúmulo de emoções não processadas e desordem mental. Isso obscurece nossa visão e pode dificultar a visualização dos próximos passos em direção a uma vida mais feliz.

Pratique viver no momento presente, se sentando em silêncio e observando sua respiração, ou simplesmente saindo e apreciando a beleza ao seu redor.

Você também pode usar o registro em um diário como outro recurso para estar mais presente. Você poderia se fazer essas perguntas como registros do diário para ajudá-lo a liberar suas emoções presas:

Quem eu seria sem a raiva, mágoa e ressentimento? Como minha vida seria diferente?

3. Tome seu poder de volta

Comece a escrever uma nova história para você. Você não nasceu vítima e o perdão não é uma experiência única; você tem que se comprometer a continuar o escolhendo repetidas vezes.

Ninguém tem o poder de fazer você se sentir desconfortável sem o seu consentimento.

Quando os sentimentos prejudiciais conhecidos retornarem, lembre-se que você está escolhendo perdoar; você escolheu tomar seu poder de volta e está escolhendo o amor.

Eu mesmo usei esta afirmação e foi muito útil:

“Hoje é o momento perfeito para eu recuperar meu poder, porque eu me amo o bastante para deixar de lado aquelas memórias e emoções antigas. Eu escolho ser livre e mais feliz AGORA”

A vontade de mudar precisa vir de dentro de nós.

Descobrimos isso quando começamos a acreditar que ter uma vida feliz e proposital, repleta de relacionamentos amorosos e significativos, é nosso direito inato.

4. Abrace a lição

Toda experiência que temos é uma experiência de aprendizado. Às vezes passamos por momentos difíceis, mas posso dizer que saímos mais fortes do que antes.

Mesmo se pensarmos que o que nos aconteceu é injusto, essas experiências fazem parte do nosso crescimento espiritual aqui no planeta.

Se estamos abertos para enxergar isso, esses momentos sombrios nos transformam e nos ajudam a ver novas perspectivas e percepções.

Tenho visto muitas pessoas passarem por momentos difíceis, que foram o catalisador para criar uma nova e inspiradora história para elas mesmas.

5. Envie amor e luz

Depois de passar pelas etapas acima, você poderá começar a enviar amor para as pessoas que o feriram. Eu sei que é difícil no começo, mas isso é uma mudança enorme!

Em vez de enviar más vibrações para as pessoas que te machucam, envie amor e luz.

Quando você faz isso, não há dívida emocional entre você e elas, e você pode celebrar sua própria liberdade com um coração agradecido!

Como parte do processo de perdão, você também precisa se perdoar.

Podemos julgar nossas próprias expectativas. Podemos pensar sobre o que deveria ou poderia ter sido.

No entanto, quando perdoamos, temos que desistir da ideia de que o passado deveria ter sido ou poderia ter sido diferente ou melhor. Não podemos mudar o passado, por isso não devemos deixar que o passado nos mantenha prisioneiros.

Em vez disso, precisamos ver o valor oculto do que aconteceu, sempre há uma lição. À medida que desenvolvemos essa clareza, nos libertamos do passado e começamos a olhar para frente.

Comece a perdoar agora

Perdoar nos ajuda a manter nossa energia limpa.

Quando abraçamos o perdão, também abraçamos a paz, a esperança, a gratidão, a alegria e o bem-estar geral. Ao abraçá-lo, também abraçamos quem somos – amor.

Quando perdoamos, estamos retomando o poder e o controle sobre nossas próprias vidas.

O perdão nos dá liberdade. Caso contrário, vivemos carregando essa dívida emocional conosco.

Comece a perdoar com os passos que mencionei acima e você também vai começar a viver uma vida mais feliz.

Este artigo é uma tradução do Awebic do texto originalmente publicado em Life Hack escrito por Patricia Young.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here