Nas minhas costas uma bolsa, na bolsa algumas roupas que eu gosto, simples. Higiene pessoal, nela. Câmera, alguns lanchinhos, água na garrafa. No pensamento um destino, um trajeto, uma chegada. Nas minhas mãos, as suas. Nas suas mãos, as minhas. Nas suas costas uma bolsa e suas coisas, no seu pensamento um destino, um trajeto, uma chegada.

Você e eu. Uma vida. Uma história. Nada mais que isso me importa, é o essencial para a felicidade. Trabalho, casa, status é de menos. Com você eu tenho experiências, lar, família.

A gente fica se prendendo a coisas materiais mas, o que alavanca a nossa felicidade é ter alguém para caminhar por essa estrada que é viver; alguém para chegar nos braços depois de um dia cansativo, apaziguar os problemas com olhos carinhosos, exponenciar os sorrisos com brincadeiras tão singelas que, só quem sabe o que é amar, sabe o que é fazer nada e se divertir tanto; fazer tanto e recordar na cama em um domingo a tarde o porque estamos ali, entregues, um ao outro.

Nas minhas mãos as suas, mas suas as minhas; nas nossas o mundo todinho nosso.

Imagem de capa: oneinchpunch, Shutterstock

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




Luverlandio Silva
Nasceu no Piauí e cresceu em São Paulo, mora atualmente em Santo André – SP. Apaixonado pela área de exatas, mas tem o coração nas artes e escrita; trabalha e defende o meio ambiente e, as causas naturais: sentimentos; afetos; amor.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here