Às vezes nas noites escuras mais infindáveis, atravessamos o breu na sensação de solidão. Olhamos em volta e não encontramos as luzes do caminho, tateamos em busca de outras mãos que não estão, gritamos tendo apenas como companhia nossos próprios ecos. É no momento de silêncio e dúvida, que experimentamos a dose exata do que somos: nossos medos, erros e limites. Há alguém que possa entendê-los? Há alguém que queira, ao menos, compreendê-los? Não me interessa. Continuo. Persisto.

Imagem de capa: Kuznetcov_Konstantin, Shutterstock

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO




Cristiane Mendonça
Cris Mendonça é uma jornalista mineira que escreve há 14 anos na internet. Seus textos falam sobre afeto, comportamento e Literatura de uma forma gostosa, como quem ganha abraço de vó! Cris é também autora do livro de crônicas "Mineiros não dizem eu te amo".

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here