Você me prendeu sem esforço. Foi preciso uma troca de olhares, apenas. Acredito que estava predestinada a esbarrar contigo numa dessas esquinas da vida, pois os caminhos que me levaram até você foram trilhos que não escolhi trilhar – eles simplesmente iam e eu fui. Não vou dizer que fui sem pestanejar, porque fui pestanejando. Sei lá, queria outras trilhas. Sei lá, queria outras rimas. Mas o destino me traçou contigo e você me prendeu sem esforço.

Eu te amei com o passar dos dias. Eu sabia que estava fadada ao sentimento, mas tentei ignorá-lo. Aqui faço a analogia mais clichê do mundo: eu esperava colocar a mão no fogo e não me queimar. Acho que no fundo, no canto de mim que eu ignorava, na parte que vibrava quando ouvia tua voz e teu sotaque, eu queria me queimar – e de tanto evitar a mão no fogo, logo fui tomada por ele. Inevitável.

Te peço, moço, cuida desse amor todo, que eu cuido daqui também. Deixa teu coração comigo e leva o meu para passear. Eu te entreguei quando você me prendeu sem esforço, na primeira troca de olhares. Me encanta, sem medo. Se joga, sem medo. Me surpreenda, sem medo.

Arranca meu suspiro, invade meu espaço, segura minha manha e minha mania de tentar te afastar de qualquer jeito. É um segundo de persistência e todas as armaduras e armadilhas se desfazem feito um sopro num dente-de-leão. E então me prende no teu abraço, faz céu do nosso espaço e deixa chover algumas estrelas no nosso colchão.

Me ajuda a assustar esses fantasmas que rondam nossa rotina e me aninha em teu colo, me fazendo menina. Manda para longe meus medos e meus problemas, me segura pela mão e me encara sem piscar, calando minhas angústias e incertezas sem fim. Desenha meu corpo com teus dedos, traça nossa história com tua pele e deixa registrado nosso futuro em mim.

Não me deixa escapar. Cuida da gente, que eu prometo cuidar de nós. A nossa história nasceu sem esforço, moço. Não podemos deixar que nossos medos façam fugir o amor por entre nossos dedos…

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




Mafê Probst
Engenheira, blogueira, escritora e romântica incorrigível. É geminiana, exagerada e curiosa. Sonha abraçar o mundo e se espalhar por aí. Nascida e crescida no litoral catarinense, não nega a paixão pela praia, pelo sol e frutos do mar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here