Tantos dias olhei pro céu pedindo alguma coisa. Tantos dias eu recebi o que pedi e sequer agradeci. Tantos dias eu me desesperei querendo achar respostas. Tantos dias eu chorei por não compreender o motivo de estar vivenciando algo… Hoje eu não vou pedir nada, não vou tentar compreender nada, não vou buscar nenhuma resposta… Hoje eu só quero agradecer. Poderia começar agradecendo pela minha saúde, minha família, meus amigos, meu trabalho e por muitas outras coisas… Sim, é fácil agradecer pelas coisas boas que temos, pelas pessoas que nos cercam, pelos bons momentos que vivemos, mas hoje minha gratidão é também por aquilo que não saiu do jeito que eu queria. Agradeço pelos meus fracassos, pelas vezes que eu não tive forças pra ir até o final, pelos dias que desanimada não quis continuar. Esses dias me fizeram humilde, humana e me ensinaram que devo respeitar os limites, meus e dos outros. Agradeço pelas pessoas que passaram pela minha vida e me trouxeram sofrimento, por aquelas que foram injustas comigo ou apenas não souberam retribuir aquilo que eu fazia. Com elas eu aprendi o que eu não teria aprendido pelo amor, e foi preciso a dor. Agradeço pelos tombos que já levei, pelas decepções que já tive, pelas minhas expectativas frustradas. Isso me fez mais forte e me ensinou que ninguém está aqui para corresponder as minhas expectativas. Agradeço por todos os NÃOS que já recebi na vida, por todas as portas que se fecharam pra mim. Isso me ensinou que tudo tem o seu momento certo pra acontecer. Agradeço por não ter nascido num berço de ouro e por isso ter aprendido desde muito cedo a lutar por tudo que eu queria, e mais do que isso, a dar valor a tudo que conquistei até aqui. Gratidão por ser quem sou, por chegar onde cheguei, por viver o que eu já vivi, por conquistar o que já conquistei, pelos lugares que já conheci, pelas pessoas que já passaram por mim, pelas emoções que já senti, pelas lágrimas que já chorei, pelas vitórias que já alcancei, pelos aprendizados que já tive, pelas quedas que levantei, pelas derrotas que superei, pelos abraços que já recebi, pelos sorrisos que já emiti, pelas dores que suportei, pelos amigos que eu ganhei.

Obrigada meu Deus. Obrigada por me amar tanto, por cuidar tão bem de mim e por me colocar no Teu colo todos os dias.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




Josielly Pinheiro Westphal
"Psicóloga de vez em sempre, organizada de vez em nunca. Escreve sobre coisas aleatórias e em momentos mais aleatórios ainda. Tem mania de observar tudo ao seu redor, mas tem opinião formada sobre bem poucas coisas. Aprendiz na arte de encerrar ciclos e de se abrir para novas experiências. Acredita em Deus e nas pessoas. Gosta muito do mar, de sol, da família, dos amigos. Corre, malha, faz trilha, come e bebe quando tem vontade. Sensível e durona, teimosa e manhosa: HUMANA.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here