Você pode não acreditar nessas coisas “sobrenaturais” como anjos, divindades ou a realização de milagres. Tudo bem. Mas há de concordar comigo: amizades verdadeiras são um misto de tudo que a graça divina poderia conceber.

Ontem eu fui na academia e um grande amigo me acompanhou. Mandou mensagem de tarde perguntando se poderia ir junto, queria dar uma corridinha; sozinho dá-lhe preguiça, precisava de um incentivo. Então faço a minha parte, lhe incentivo a ir para o bar tanto quanto ter uma vida mais saudável. Estou para toda hora.

Porém, gosto de treinar sozinho porque finalizo minha rotina em alguns minutos — 50 para ser mais exato —, com um parceiro o tempo rende, o papo flui e os risos são mais constantes. Têm suas inúmeras vantagens, o companheirismo aqui também.

Durante o nosso treino e conversas soltas sobre o dia a dia de cada um, ele, desconfiado, me “analisava”, até que…

— Você tá bem, mano?
— Sim.
— Não está, está “estranho”, “triste”, o que houve?
— Ah, mano…
— Bora comer e lá você me fala.

Amizade é isso: você não precisa dizer nada para expressar tudo que está sentindo. Amizade quando é estabelecida vira sintonia. Funciona na mesma estação. Faz ponte; é conexão. Quem é amigo de verdade lhe reconhece no tom de voz, no olhar, no traquejo do convívio. Você não precisa alardear suas dores, as alegrias, porque o sentimento é compartilhado reciprocamente no coração. O que tem no coração não precisa de palavras para ser compreendido.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




Luverlandio Silva
Nasceu no Piauí e cresceu em São Paulo, mora atualmente em Santo André – SP. Apaixonado pela área de exatas, mas tem o coração nas artes e escrita; trabalha e defende o meio ambiente e, as causas naturais: sentimentos; afetos; amor.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here