Seus pais estão envelhecendo. Há algum tempo sua mãe vêm reclamando que a sua visão já não está mais tão boa e seu pai anda contando várias vezes a mesma história. Seus filhos estão crescendo. A sua menina já quer maquiagem de presente e o seu menino já decidiu que quer fazer um intercâmbio pra aprender inglês. Seus sobrinhos já não cabem mais no seu colo, já sentam com você na mesa pra discutir a situação econômica do país. Seus avós estão partindo, ou perdendo a memória e os movimentos. Seus irmãos estão adoecendo, já faz alguns anos que seu irmão vem tomando remédio pra controlar a pressão. Seus amigos estão seguindo rumos diferentes, estão casando, tendo filhos, morando fora do país. E você? Tem participado disso? Há quanto tempo você não visita seus pais, você não os acompanha numa consulta, você não almoça com eles? Há quanto tempo você não senta no chão com seus filhos pra virar cambalhota e se esconder numa cabaninha? Há quanto tempo você não liga para os seus irmãos, não os visita, não pergunta se estão precisando de algo? Há quanto tempo você não vai até a casa dos seus avós, não assiste ao programa do Sílvio Santos com eles, não ouve suas histórias? Quando foi a última vez que encontrou seu melhor amigo, quando saíram pra tomar um café ou um chopp e conversar sobre os bons tempos da adolescência? Você pode não se dar conta, mas todas as pessoas que você ama um dia não farão mais parte do seu convívio, e ouso dizer que, cada dia que passa é um dia a menos que temos a oportunidade de estar na presença de cada um deles. E tomara que você esteja aproveitando cada minuto… Tomara que o trabalho não esteja ocupando todo o seu tempo… Tomara que os desentendimentos e as mágoas não sejam capazes de interferir na sua convivência… Tomara que você tenha aprendido a perdoar e a passar por cima do seu orgulho para estar com os seus… Tomara que você não ache que os bens materiais se sobrepõem a importância das pessoas na sua vida… Tomara que você saiba que a vida é muito curta, que a gente só vive uma vez e que as pessoas que amamos estão por aqui apenas de passagem também. Aproveite os momentos simples, converse mais com os seus pais, dê mais atenção aos seus avós, brinque mais com os seus filhos, seja mais presente na vida dos seus sobrinhos, ajude mais os seus irmãos, se divirta mais com os seus amigos. As perdas são inevitáveis, mas o arrependimento não. Aproveite enquanto há tempo, seja presença enquanto ainda é possível. A vida é passageira… O amor, o afeto, o carinho, certamente não.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




Josielly Pinheiro Westphal
"Psicóloga de vez em sempre, organizada de vez em nunca. Escreve sobre coisas aleatórias e em momentos mais aleatórios ainda. Tem mania de observar tudo ao seu redor, mas tem opinião formada sobre bem poucas coisas. Aprendiz na arte de encerrar ciclos e de se abrir para novas experiências. Acredita em Deus e nas pessoas. Gosta muito do mar, de sol, da família, dos amigos. Corre, malha, faz trilha, come e bebe quando tem vontade. Sensível e durona, teimosa e manhosa: HUMANA.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here