Mais uma vez vejo a história se repetir. A minha amiga conhece um cara e nas primeiras semanas ela já acredita ser o amor da vida dela. Mas ela acredita de verdade. Ela não sabe separar entre “estar conhecendo alguém” de “nós estamos tendo algo sério”. Ela embarca, se joga, se arrisca. O cara dá todos os indícios de que ele quer apenas curtir. Ele até disse que não quer namorar por enquanto. Mas ela não se controla. Então ela começa buscar a aprovação dele de todas as formas. “Quem sabe se eu preparar um jantar e ter uma noite romântica ele não vai gostar mais de mim?”, ela sempre me diz isso. “Não vai, amiga”, eu sempre digo.

Acredito que quando é pra ser, não tem desculpa. Quando os dois estão na mesma sintonia, não existe falta de tempo para ver a pessoa, não existe nem falta de dinheiro. Quem quer, pega até dinheiro emprestado pra passagem de ônibus. Não existe meio tempo pra quem sabe aonde quer chegar. É sim ou não. Eu queria que ela entendesse que esses caras que vivem no “talvez” não são para serem levados à sério.

“Ah, mas ninguém manda no coração”. Aí que está o X de tudo. Geralmente, não mandamos mesmo. Mas tem um grande PORÉM. Quando você não se dá o devido valor, ninguém vai dar. É lógico como 2+2 são 4. Em outra palavras, quando você está desesperada para encontrar o amor da sua vida, qualquer coisa vai te servir. Mesmo se o cara for muito menos do que você merece. Aí chega um cara meia boca e te leva totalmente na lábia. Ser disponível demais não é interessante pra ninguém.

Sabe, emendar uma paixão em outra faz mal demais para a alma. Desgasta, corrói por dentro. Temos que dar tempo ao tempo. Tempo, essa é a palavra que acredito ser a solução. Ter um tempo pra si, reservar um ano da sua vida pra se conhecer. Viajar, realizar novas atividades, fazer amigos. Carência leva uma pessoa ao buraco mais fundo da alma.

Não aja por carência, te peço de coração. Se entregue quando perceber que o terreno é seguro. Você sabe quando é, se não, observe nas atitudes. Ele está presente? Inventa desculpa para não te ver? Ele sempre prefere os amigos à sua companhia? Ele se preocupa com você? Se a sua resposta for não para todas essas perguntas, então não se entregue. Controle seus impulsos, mas antes de fazer isso que eu disse, reserve um tempo pra você apaixonar por ti.

Se apaixone por você mesma, é isso que falta! Se você se amar completamente, ninguém vai desfazer da pessoa maravilhosa que é você, acredite nisso!

Imagem de capa: BigLike Images, Shutterstock

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




Déborah Izy
Taurina, cerveja, ler, escrever, barzinhos, cinema, séries, filmes, super heróis, e amante da vida, acredito fielmente no amor. Gerencio a página em meu nome no Facebook: Déborah Izy. Espero que gostem e se identifiquem.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here