Se quiser falar sobre os meus defeitos, fale comigo e não para os outros. Afinal, quem deverá corrigi-los sou eu e ninguém mais. ⠀

Dentre várias outras, existem duas coisas que nos impedem nossa felicidade; viver no passado e viver observando, falando da vida dos outros.

Não devemos julgar ou falar sobre o que não sabemos. Muito menos sobre coisas que nem chegamos a ver com os nossos próprios olhos.

Se não soubermos os motivos, não podemos julgar as escolhas de ninguém. Às vezes nos sentimos no direito, mas é sempre bom lembrar que o nosso espaço começa onde termina o da outra pessoa.

Opiniões não são fatos irreversíveis e tampouco verdades absolutas. Encontrar soluções para uma situação que você nunca viveu é fácil. Difícil mesmo é cuidar da própria vida e ser uma pessoa melhor a cada dia. Difícil mesmo é reconhecer os próprios erros e defeitos e parar de culpar terceiros por tudo aquilo que não nos agrada.

No final do dia, somos todos pecadores. E só porque o seu pecado é diferente do meu, isso não significa que você ganha o direito de me dizer o que é certo ou errado.

Aqueles que passam o seu tempo tentando corrigir as falhas alheios, pouco tempo tem para corrigir os seus próprios erros.

Imagem de capa: Antonio Guillem, Shutterstock


COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




Wandy Luz
“Pedras no caminho ? Não guardo nenhuma, mas escrevo sobre cada uma delas. Construo castelos de palavras, e te convido a entrar e fazer parte do meu conto de vida.”Wandy Luz é colunista, apresentadora e um ser humano em busca de evolução.Também escreve para: O Segredo, Resiliencia Humana, Jornal e-Cuesta e Portal Resiliencia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here