Talvez seja verdade que a gente não possa escolher por quem transbordamos amor, mas isso não quer dizer que precisamos aceitar qualquer um e qualquer coisa, tudo em nome dele. O amor pode ser filtrado antes de servido.

Quando alguém diz que já sabe o que não quer passar em um relacionamento, essa pessoa não está sendo fria, calculista e muito menos descrente dos desdobramentos do amor. Pelo contrário, ela está demonstrando amadurecimento e um profundo entendimento das características do próprio. Porque ela sabe, por dentro e por fora, que o amor real não é um jogo de privações e sentimentos descabidos.

E falar do amor filtrado, também não é necessariamente falar sobre gostos pessoais. Sobre uma música, um filme ou um livro que o outro deveria gostar. Um relacionamento encaixado assim é daquelas sortes que não ninguém consegue planejar. O objetivo de filtrar o amor é não deixá-lo passar do ponto. Dos ciúmes até os toques mais sutis e agressivos – tanto emocionalmente quanto fisicamente. Mas você também pode acrescentar outras questões no filtro.

Reciprocidades ensaiadas e sem tesão, dispense. Saudades cobradas ou impostas, passe longe. Ausência de paciência, admiração de um lado só e meias verdades, desista. Aguentar certas situações na expectativa de que o amor melhore é postergar o inevitável. Tem relacionamento que se torna base pra gente não suportar ou ferrar com tudo. Aprenda com ele.

Quando você se encontra após tantos amores falidos, você aprende a identificar quem veio para ser causa ou consequência do amor. Se veio para somar, para trazer leveza e o novo, maravilha. Quer dizer que o filtro funcionou. Mas se chegou através de um carinho capenga, desinteressado e, principalmente, fingindo ser algo que não é, talvez seja o momento de rever o próprio amor.

Ficar ou não com quem amamos é uma escolha. Está ao alcance de todos olhar para o lado e sentir se é pra valer. Se o nosso sentimento está sendo bem recebido e cuidado. Encantos têm prazo de validade. Mas o amor filtrado, esse dura se preparado corretamente.

Imagem de capa: Dima Voinalovich, Shutterstock

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO




Guilherme Moreira Jr
"Cidadão do mundo com raízes no Rio de Janeiro"

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here