Eu não tenho paciência pra joguinho sentimental. Ou quer ou não quer, simples assim. Pessoas em cima do muro me dão náuseas e me causam nervos. Mas infelizmente, vivemos em uma era onde “ser desapegado” parece ser a solução de todos os relacionamentos. Apenas parece, porque pensar em cada atitude que vai tomar só afasta o outro de você.

Geralmente, pessoas que fazem joguinhos têm dois tipos de problemas, ou são muito inseguras e possuem medo de demonstrar sentimentos ou são apenas babacas mesmo. Não é bonito fazer o outro esperar uma resposta, não é legal demorar responder uma mensagem apenas para “ser difícil”, não é aceitável dizer que não pode sair na sexta porque tem compromisso, quando você simplesmente não quer. Para de enrolar, diga na lata! As pessoas sofrem muito mais com um TALVEZ do que com um NÃO. Entenda isso.

Já tem gente que quer estar com a pessoa, quer mandar uma mensagem, ligar, encontrar, mas só não faz porque tem medo. Medo da pessoa não corresponder, medo de estar sendo fácil demais, medo da rejeição. Poxa, em pleno século 21 vamos nos permitir pensar assim? Primeiro, se a pessoa te achar fácil porque você está demonstrando o que sente por ela, ela não te merece! Segundo, você vai mesmo se privar de momentos que poderiam ser deliciosos por insegurança? NÃO FAÇA ISSO.

Sabe o que pode acontecer? Você topar com pessoas como eu que não suportam joguinhos. E aí meu amor, adeus sua chance de conhecer mais uma pessoa que poderia ser especial na sua vida. Quem não suporta esses jogos, não fica esperando você decidir se vai sair ou não. Não rola de ficar remarcando encontro, esperando resposta de mensagem. A gente sabe o que quer e não temos tempo pra ficar pensando no que fazer. Queremos pra ontem, e quem fica pensando demais só tem a perder com a gente.

Então reflita um pouco: vale mesmo a pena fazer esses joguinhos?

Imagem de capa: sashamolly, Shutterstock

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




Déborah Izy
Taurina, cerveja, ler, escrever, barzinhos, cinema, séries, filmes, super heróis, e amante da vida, acredito fielmente no amor. Gerencio a página em meu nome no Facebook: Déborah Izy. Espero que gostem e se identifiquem.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here